3 tendências para o e-commerce colocar em prática e vender mais na Black Friday 2023

Emerson Spina, COO e Sócio da STANDOUT / Foto: Luciano Alves / Divulgação
Emerson Spina, COO e Sócio da STANDOUT / Foto: Luciano Alves / Divulgação

STANDOUT reforça as principais direções para o setor durante a época mais aguardada do calendário varejista

A cada ano, a Black Friday se consolida como uma das principais datas para o varejo brasileiro, e no cenário atual, o meio digital continua a ser a preferida pelos consumidores. Segundo dados da plataforma Nuvemshop, o número de brasileiros que compraram on-line de pequenas e médias empresas (PMEs) no primeiro semestre deste ano cresceu 46%, com esse resultado, empresas e negócios que fazem parte desse ecossistema precisam se preparar para manter a competitividade e comunicação assertiva nesse evento importante.

Com adesão de tecnologias e estratégias aplicadas ao trade marketing digital, a STANDOUT, que possui soluções que permitem a criação, edição e publicação de vitrines digitais, adianta as principais dicas e caminhos para os e-commerces se prepararem para fornecer a melhor experiência para esse imenso público que estará navegando nos e-commerces.

Vitrines Digitais

Essas vitrines nada mais são do que interfaces virtuais que apresentam produtos ou serviços que criam uma experiência de compra completa. “Representam o que há de melhor em tecnologia para comunicação e engajamento nos e-commerces: até quem está só dando uma olhadinha, se lembra positivamente dessa experiência depois”, afirma a CEO e cofundadora da martech, Andrea Miranda.

Sabendo que o número de brasileiros que optam por comprar no on-line seguem crescendo, e que no digital é necessário focar em estratégias para falar diretamente com os seus públicos nas páginas de e-commerces, investir em vitrines digitais é uma escolha assertiva para garantir uma performance engajada em uma das datas comerciais mais importantes para os setores de varejo e e-commerce do Brasil.

Mapa de Calor

O Mapa de Calor, também conhecido como heatmap, é uma das formas mais eficientes de escuta ativa. “É por meio do mapa de calor, nativo em todas as nossas vitrines digitais,  que as marcas “escutam” seus consumidores”, afirma o COO da martech Emerson Spina. Ele é gerado a partir da interação do consumidor com a vitrine digital e o resultado é disponibilizado para o varejo através de uma imagem intuitiva formada por graduação de cores sob a própria vitrine.

Nos eventos específicos do varejo, com a Black Friday, o uso dessa ferramenta pode otimizar a navegação do usuário, favorecendo sua experiência e, claro, os resultados de conversão. É necessário para os e-commerces e indústria se adequarem ao contexto ainda, terem insights para desenvolver, testar e implantar novas abordagens até a próxima Black Friday.

Inteligência Artificial e Personalização

O uso de tecnologias de inteligência artificial (IA) para a personalização da experiência do consumidor pode ser um aliado consistente e importante para os e-commerces, e que sem dúvidas, continuará sendo uma ferramenta de investimento na comunicação nos varejos digitais. “A IA pode atuar como um personal shopper e proporcionar uma personalização jamais vista na experiência no varejo digital, muitas vezes superior a customização no varejo físico”, afirma Andrea Miranda.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Prev
Regina Lacerda destaca poder transformador do relacionamento no Conec 2023
Regina Lacerda, presidente do Clube das Executivas de Seguros de Brasília (CESB) e proprietária da Rainha Seguros / Divulgação / Arquivo Pessoal

Regina Lacerda destaca poder transformador do relacionamento no Conec 2023

Encontro acontecerá entre os próximos dias 05 e 07 de outubro, no Transamérica

Next
Joytopia e o marketing de experiência: diversão e celebração à vida são a grande tendência de consumo para os próximos anos
Foto: Dominika Roseclay/ Pexels

Joytopia e o marketing de experiência: diversão e celebração à vida são a grande tendência de consumo para os próximos anos

Oferecer experiências alegres e positivas é uma oportunidade para marcas e

You May Also Like