5 benefícios da ginástica laboral para a empresa

Banner principal

Jornadas de 8 horas por dia, muitas vezes desempenhadas na mesma posição por longas horas seguidas, podem afetar a saúde do colaborador. Alguns exercícios ajudam a minimizar esses problemas, mas os benefícios da ginástica laboral para a empresa não param por aí.

Essa prática reúne um conjunto de atividades físicas aplicadas durante o expediente de trabalho. Com técnicas de respiração, alongamento, reeducação postural e percepção corporal, ela contribui para que as atividades de trabalho sejam confortáveis e seguras, para que o colaborador desempenhe melhor suas atividades.

Preparei uma lista com os principais ginásticas laborais benefícios para você conhecer e, quem sabe, colocar em prática. Vamos lá?

Quais as 5 vantagens da ginástica laboral?

Listei 5 benefícios que os exercícios laborais oferecem para colaboradores e para a organização. Confira!

1. Ajuda a prevenir doenças ocupacionais

A Lesão por Esforço Repetitivo (LER) e os Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT) são alguns dos problemas mais comuns entre os colaboradores. Isso é tanto consequência de uma postura inadequada durante o trabalho quanto da repetição de movimentos por horas a fio. A ginástica laboral, estando entre os benefícios corporativos, é uma oportunidade de pausa nessa rotina para o relaxamento muscular.

2. Reduz os acidentes

As técnicas de alongamento, respiração e reeducação postural dos exercícios laborais também contribuem para o aumento do foco e atenção durante o trabalho. Assim o colaborador tem maior consciência dos seus limites e do momento certo para parar e recuperar as energias.

Isso leva à diminuição dos acidentes de trabalho provocados pelo esforço repetitivo e por desequilíbrio, por exemplo.

3. Diminui o absenteísmo

Os exercícios laborais têm função corretiva e preventiva. Ou seja, além de ajudar a reduzir possíveis dores e lesões, eles evitam o surgimento de outros problemas por meio de atividades que também melhoram a capacidade muscular e cardiorrespiratória.

Consequentemente, a melhoria gradativa do condicionamento físico dos colaboradores leva à diminuição do afastamento para tratamento de problemas de saúde.

4. Elimina a tensão no ambiente de trabalho

Além dos exercícios, a ginástica laboral também conta com dinâmicas e jogos cooperativos. Eles contribuem para a criação de um ambiente de trabalho mais descontraído.

Isso acaba facilitando a interação e a comunicação da equipe, reduzindo o estresse e favorecendo a produtividade.

5. Melhora a imagem da empresa

A Norma Regulamentadora 17 (NR-17) é chamada de Norma da Ergonomia. Ela reúne uma série de recomendações aos empregadores para que eles ofereçam aos colaboradores condições de trabalho confortáveis, seguras e que permitam o desempenho eficiente das atividades.

A ginástica laboral é uma excelente aliada da ergonomia, pois prepara fisicamente o colaborador para a execução das tarefas. Aliando essas duas práticas, a organização mostra que se preocupa com o bem-estar e a qualidade de vida da equipe, o que melhora a imagem do negócio e contribui para a retenção de talentos. É um dos benefícios da empresa.

Como adotar essa prática?

Não é necessário um espaço específico para a prática dos exercícios laborais e eles podem ser realizados nos próprios postos de trabalho. Desse modo, fica até mais fácil conquistar a adesão da equipe, que não precisa realizar grandes deslocamentos para participar das aulas.

Existem duas opções para a implementação da ginástica laboral. Uma delas é a contratação direta de um profissional habilitado para ministrar as atividades. Já em ambientes com um número maior de colaboradores, pode ser interessante contratar o serviço de empresas especializadas.

Investir nos benefícios ginástica laboral para a empresa não se trata apenas de pensar em reduzir custos. Significa contribuir para a melhoria da qualidade de vida e manutenção da saúde dos colaboradores, além de ajudar a aliviar as tensões das rotinas de trabalho e dar leveza ao clima organizacional. Incluir esses exercícios na rotina de sua empresa não é uma tarefa complicada. Por isso, não dá para ficar fora dessa.

Gostou desse post? Agora eu quero saber sua opinião sobre o assunto! A prática é adotada em sua empresa? Como anda a ergonomia em seu ambiente de trabalho? Participe dessa conversa aqui nos comentários.

Via: Piwi

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Prev
Projeto permite que empresa habilitada elabore parecer de acesso da geração distribuída

Projeto permite que empresa habilitada elabore parecer de acesso da geração distribuída

Pablo Valadares/Câmara dos Deputados Beto Rosado: distribuidoras criam embaraços

Next
Ministro Luis Felipe Salomão toma posse no próximo dia 30 como corregedor nacional de Justiça
Universo do Seguro

Ministro Luis Felipe Salomão toma posse no próximo dia 30 como corregedor nacional de Justiça

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Luis Felipe Salomão será o novo

You May Also Like