Auge e queda: como evitar o erro cometido pelo Mappin

Auge e queda: como evitar o erro cometido pelo Mappin / Foto: Towfiqu Barbhuiya / Unsplash Images
Foto: Towfiqu Barbhuiya / Unsplash Images

Confira artigo de Leo Horta, sócio fundador da Maitreya Consultoria

Lembra do Mappin? A loja de departamentos que conquistou a capital paulista em 1983? A trajetória do Mappin nos ensina uma valiosa lição sobre a necessidade de garantir a máxima eficiência operacional sem deixar de simplificar as operações das empresas, bem como ter um bom planejamento estratégico para saber se adaptar às tendências do mercado. No ano de 1984, a companhia foi reconhecida como a melhor empresa de varejo dos dez anos anteriores pela revista Exame, um feito notável que refletia seu modelo de sucesso. No entanto, em 1999, o Mappin foi extinto como loja. Esse exemplo ilustra como muitas empresas, ao encontrar um modelo de sucesso, tendem a se acomodar ou apegar-se a ele, deixando de acompanhar as mudanças ao seu redor e inovando cada vez menos.

Em um cenário empresarial em constante transformação, a simplificação e a maximização das operações são elementos cruciais para o sucesso das empresas. Simplificar não significa reduzir a qualidade ou eficácia, pelo contrário, é a arte de eliminar processos desnecessários, burocracia e complexidade, tornando a empresa mais ágil e eficiente, sem perder controles e processos. Isso permite que as companhias respondam rapidamente às mudanças do mercado, às demandas dos consumidores e às oportunidades emergentes.

A crise econômica mundial de 1929 forçou o Mappin a se reinventar para sobreviver, o que deu certo naquele momento, mas, infelizmente, não foi suficiente para manter a perenidade e o crescimento saudável ao longo dos anos. O que aconteceu com o Mappin pode ocorrer com algumas empresas nos dias de hoje. Isso porque, em tempos de crise, muitas empresas tendem a concentrar seus esforços em passar pela crise, ao invés de buscar inovação e entender as mudanças no mercado.

A questão fundamental é: existe um caminho para o sucesso duradouro das empresas. Esse caminho envolve dois movimentos interligados. Primeiro, com um profundo planejamento estratégico, as empresas devem investir tempo e esforço em compreender o que está acontecendo no mercado, em identificar as necessidades dos clientes e em acompanhar as tendências emergentes. Segundo, as empresas precisam simplificar suas operações para torná-las ágeis e eficientes. Isso envolve eliminar ineficiências, redução de burocracia e a otimização de processos.

Esse planejamento estratégico mencionado e um profundo entendimento do mercado, nem sempre é priorizado em momentos de crise, quando a tendência é focar internamente. No entanto, é durante essas fases difíceis que a inovação se torna ainda mais crucial. A capacidade de inovar e se adaptar rapidamente ao ambiente de negócios em constante mudança pode ser o diferencial entre o sucesso e o fracasso.

Portanto, a história do Mappin é um lembrete importante de que o sucesso empresarial não é garantido apenas por encontrar um modelo de sucesso. É preciso estar disposto a evoluir, simplificar e inovar constantemente. As empresas que se apegam ao passado e resistem à mudança do mercado estão em maior risco de enfrentar dificuldades no futuro.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior
Mais da metade dos paulistas utilizam aplicativos para compras, transporte e serviços
App para moradores de condomínios ultrapassa a barreira de 120 mil usuários em menos de 1 ano / Foto: Michael Burrows / Pexels

Mais da metade dos paulistas utilizam aplicativos para compras, transporte e serviços

Pesquisa da Fundação Seade aponta que alimentação e transporte por apps são mais

Próximo
A importância do diagnóstico e cuidados para o câncer de mama
Foto: marijana1/ Unspalsh

A importância do diagnóstico e cuidados para o câncer de mama

Unex oferece serviços gratuitos em diversas áreas para mulheres em tratamento

Veja também