Grupo Bradesco Seguros

CAIXA tem 5 dias úteis para pagar crédito consignado

Os beneficiários do Auxílio Brasil que tiveram os pedidos de contratação do Consignado Auxílio aprovados na CAIXA desde o dia 24 receberão o dinheiro em até cinco dias úteis. O prazo passa a valer a partir da data de aprovação do pedido de empréstimo, que pode ser contratado no CAIXA Tem, nas lotéricas, correspondentes CAIXA Aqui ou nas agências.

Devido ao grande volume de solicitações, a CAIXA pediu ao Ministério da Cidadania os 5 dias úteis para realizar os pagamentos aos beneficiários. Os clientes que já solicitaram o consignado e estão com o pedido em processamento, o banco informa que está analisando os contratos e, a partir da aprovação do pedido, o prazo de cinco dias úteis passa a valer.

Atenção para essas dicas: o crédito é realizado na mesma conta em que o cliente recebe o benefício. As prestações são debitadas diretamente do benefício já no mês seguinte.

Segundo a CAIXA, podem contratar o empréstimo consignado clientes com o benefício ativo e que estejam recebendo há mais de 90 dias.

A CAIXA orienta aos seus clientes sobre a importância de se utilizar o crédito de forma consciente: trocando uma dívida mais cara por uma mais barata ou usando o dinheiro para empreender. Outra dica: se for pedir o empréstimo, solicite só o dinheiro que você precisa.

No canal da CAIXA no Youtube, os beneficiários podem esclarecer as principais dúvidas sobre o Consignado Auxílio. Também podem acessar dicas e aulas on-line com orientações financeiras no site www.caixa.gov.br.

]]>Via: Brasil61

Total
0
Shares
Anterior
FPM: PEC que prevê adicional de 1,5% em março alcança número mínimo de assinaturas

FPM: PEC que prevê adicional de 1,5% em março alcança número mínimo de assinaturas

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 25/2022, que pede a ampliação em 1,5%

Próximo
Operação Eleições 2022 apreende mais de R$ 10 milhões que seriam usados na compra de votos, segundo o ministro da Justiça

Operação Eleições 2022 apreende mais de R$ 10 milhões que seriam usados na compra de votos, segundo o ministro da Justiça

Mais de 10 milhões de reais foram apreendidos pelas forças de segurança durante

Veja também