Comunicação e gestão de crise: caminhos para conter e superar desafios

Camilla Covello, CEO da C2L | Communication to Lead / Foto: Divulgação
Camilla Covello, CEO da C2L | Communication to Lead / Foto: Divulgação

Camilla Covello, CEO da C2L | Communication to Lead, explica maneiras de vencer a crise por meio da comunicação

A comunicação eficaz desempenha um papel fundamental na gestão de crises em qualquer organização. A capacidade de transmitir informações de maneira clara, precisa e oportuna pode fazer a diferença na resolução bem-sucedida de uma crise e a sua escalada descontrolada.

Segundo Camilla Covello, CEO da C2L | Communication to Lead, agência de comunicação, em momentos de crise, o primeiro passo é reconhecer a gravidade da situação e aceitar a realidade dos fatos: “A negação ou o atraso em reconhecer a crise podem levar a consequências mais severas. Quando todos estão cientes da situação, os líderes dos times devem agir prontamente, colocando em prática um plano de comunicação bem elaborado”, afirma Covello.

Além disso, a transparência é essencial na comunicação durante uma crise. A omissão de informações pode gerar desconfiança e piorar a situação: “Pensando em um cenário no setor da saúde, em uma crise é preciso fornecer atualizações regulares, compartilhando os desafios enfrentados e as medidas tomadas para solucioná-los. Caso contrário, isso pode desencadear outros problemas, inclusive envolvendo pacientes da instituição de saúde”, enfatiza a CEO.

Outro ponto-chave, segundo Covello, é a empatia. As empresas e instituições devem demonstrar compreensão e sensibilidade diante do impacto causado na vida das pessoas afetadas pela crise: “É preciso reconhecer, por exemplo, as dificuldades enfrentadas pelo paciente e, assim, oferecer o suporte onde for possível”, afirma.

De modo geral, a CEO diz que a comunicação é inseparável da gestão de crise: “Uma comunicação eficaz é essencial para fornecer informações confiáveis e precisas, enquanto a gestão de crise requer estratégias sólidas para tomar decisões e resolver os desafios enfrentados”, ressalta Covello. “Ao adotar uma abordagem transparente, empática e ágil, as organizações podem não apenas conter crises, mas também emergir delas fortalecidas e mais resilientes. A construção de uma cultura organizacional voltada para a prevenção e resposta a crises é um investimento valioso para o sucesso a longo prazo de qualquer empresa”.

Covello finaliza, alegando que além da comunicação, a gestão de crise requer a adoção de estratégias sólidas para conter a situação. Isso pode envolver a mobilização de recursos internos e externos, o estabelecimento de comitês de crise, a definição de protocolos de ação e a identificação de potenciais cenários futuros para tomar decisões informadas.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior
Prêmio Reclame Aqui: Copart é finalista na categoria Leilões de Veículos
Adiel Avelar, presidente da Copart / Foto: Universo do Seguro

Prêmio Reclame Aqui: Copart é finalista na categoria Leilões de Veículos

Consumidores escolhem a marca como a melhor prestadora de serviços no segmento

Próximo
Bairro mais descolado de Miami recebe prédio de luxo da Diesel
Diesel Wynwood, empreendimento imobiliário da grife italiana / Foto: Divulgação

Bairro mais descolado de Miami recebe prédio de luxo da Diesel

Em Wynwood, localização cercada por arte e design, marca italiana constrói

Veja também