Desafios de um ano incerto: como a evolução estratégica pode impulsionar o crescimento das organizações

Desafios de um ano incerto: como a evolução estratégica pode impulsionar o crescimento das organizações / Foto: Brooke Cagle / Unsplash Images
Foto: Brooke Cagle / Unsplash Images

Em um período desafiador, empresas implementam estratégias holísticas para se manterem competitivas, adaptáveis e em constante crescimento

Diante das transformações econômicas e tecnológicas, as empresas se deparam com a necessidade de tomar decisões estratégicas para mitigar os impactos negativos e assegurar a sustentabilidade do crescimento a longo prazo. Uma pesquisa realizada pela Harvard Business School revela que 84% dos executivos entrevistados concordam que novas oportunidades estão emergindo à medida que sua organização se transforma digitalmente, mas a mudança de cultura organizacional é o maior empecilho para 63% dos respondentes.

É nesse contexto desafiador que os conceitos de melhoria contínua, business transformation e jornada de inovação emergem como pilares fundamentais para superar obstáculos e alcançar resultados sólidos. Embora, teoricamente, esses conceitos possam parecer distintos, na prática fica evidente que estão intrinsecamente interligados, formando uma base sólida para a adaptação e crescimento regular.

“A partir desses três pilares fundamentais, surge a Evolução Estratégica, uma abordagem holística e abrangente que permite às organizações se ajustarem de forma ágil às mudanças. Elas se tornam capazes de progredir em direção a uma transformação constante, envolvendo a capacidade de identificar oportunidades disruptivas e investir em tecnologias e processos inovadores, se preparando para os desafios e, consequentemente, prosperando em um ambiente de transformação”, destaca Orlando Ovigli, VP de Digital Solutions da FCamara, ecossistema de tecnologia e inovação que potencializa o futuro de negócios.

A implementação dos três métodos resulta no sucesso dos negócios, além de gerar sustentabilidade para a companhia. A seguir, o executivo discorre sobre os pilares que constituem essa Evolução Estratégica.

1) Melhoria Contínua

A melhoria contínua desempenha um papel fundamental no aumento da eficiência operacional das organizações. Ao adotar uma mentalidade de aperfeiçoamento diário, as empresas podem identificar oportunidades de desenvolvimento e implementar mudanças graduais para eliminar desperdícios, reduzir falhas e impulsionar a produtividade.

“Como pilar principal deste conceito, a busca pela agilidade e flexibilidade permite que as instituições se adaptem rapidamente às mudanças do ambiente, analisem continuamente os processos e identifiquem gargalos para promover melhorias. Como consequência, passam a fortalecer sua capacidade de resposta às demandas”, pontua Orlando.

2) Business Transformation

O conceito de business transformation envolve uma abrangente e estratégica mudança na organização, com o objetivo de reinventar seu modelo de negócio, cultura e forma de operar. Ele permite atender demandas do mercado em movimento, garantindo a relevância e o sucesso no longo prazo.

“Essa transformação dos negócios geralmente é uma resposta a mudanças disruptivas no mercado, avanços tecnológicos, preferências dos clientes ou outros fatores que demandam uma adaptação fundamental. Além disso, ela abarca a reestruturação de processos, a mudança de mentalidade e a reinvenção da companhia como um todo”, complementa Ovigli.

3) Jornada de Inovação

A chamada Jornada de Inovação é um processo estruturado no qual uma organização busca explorar novas ideias, conceitos e tecnologias para impulsionar a inovação em seus produtos, serviços ou processos internos, promovendo a criatividade, experimentação e implementação de soluções inovadoras para enfrentar desafios e buscar oportunidades de crescimento.

Com isso, se diferenciam da concorrência e conquistam vantagens competitivas, além de se conectarem de forma mais significativa com seus clientes.

No fim, são as pessoas

Para Orlando, no entanto, nada disso pode ser alcançado sem o envolvimento e capacitação dos colaboradores. “Ao fornecer às equipes ferramentas e conhecimento necessários, as empresas passam a promover um ambiente colaborativo, criando uma base para a disseminação de uma nova cultura de inovação que impulsiona resultados de sucesso a longo prazo. Em vez de a mudança de cultura se tornar um obstáculo, como muitos executivos apontaram na pesquisa a Harvard, é justamente ela que alavanca a expansão”, conclui o executivo.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior
b2finance anuncia Karina Giatti como nova Head de Marketing
Karina Giatti, Head de Marketing da b2finance / Foto: Divulgação

b2finance anuncia Karina Giatti como nova Head de Marketing

Executiva tem vasta experiência no setor de tecnologia e abordagem analítica

Próximo
Inscrições para processo seletivo de estágio no Ministério das Relações Exteriores estão abertas
Inscrições para processo seletivo de estágio no Ministério das Relações Exteriores estão abertas / Foto: Miguelangel Miquelena / Unsplash Images

Inscrições para processo seletivo de estágio no Ministério das Relações Exteriores estão abertas

Vagas são destinadas a alunos do ensino superior de diversos cursos

Veja também