Dia das Mães: FCDL-SP projeta que 28 milhões de paulistas irão às compras neste ano

Dia das Mães: FCDL-SP projeta que 28 milhões de paulistas irão às compras neste ano / Foto: Sai De Silva / Unsplash Images
Foto: Sai De Silva / Unsplash Images

Consumidor deve comprar em média dois presentes para a data, e cerca de R$ 10,1 bilhões serão injetados na economia

Maurício Stainoff, presidente da FCDLESP / Foto: Divulgação
Maurício Stainoff, presidente da FCDLESP / Foto: Divulgação

Considerado pelo varejo a segunda melhor data para vender, ficando atrás apenas do Natal, o Dia das Mães deve levar cerca de 28,3 milhões de pessoas às compras em todo o estado de São Paulo. Os números fazem referência a pesquisa realizada pelo Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com a Offerwise e Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo (FCDL-SP).

De acordo com o levantamento, cada consumidor deve comprar em média dois presentes, totalizando um ticket médio de R$ 258. Estima-se que serão injetados R$ 10,1 bilhões na economia paulista. Cerca de 34% dos entrevistados pretendem pagar os presentes no Pix, 33% no cartão de crédito parcelado, 26% no cartão de débito e 22% no dinheiro.

“A data é fundamental para o varejo brasileiro e paulista. Acabamos de sair do período de Páscoa, que é tradicionalmente forte para o setor de doces e confeitaria; para aquecer os demais segmentos, o Dia das Mães cumpre um papel importante”, comenta Maurício Stainoff, presidente da FCDL-SP.

A pesquisa aponta que roupas, calçados e acessórios deverão ser os itens mais procurados pelo consumidor (46%); logo em seguida, os perfumes marcam 42% de preferência, por último vemos os chocolates, com 23% de escolha de compra.

A compra realizada em lojas físicas ainda é maioria para o período, com 72% dos entrevistados afirmando que irão até o comércio comprar os presentes para o Dia das Mães; desse total, 31% têm preferência de realizar as compras em um shopping center, já 18% dizem preferir lojas de rua.

O comércio digital foi escolhido por 40% dos entrevistados, desse total, 57% afirmam buscar sites de varejistas nacionais para a compra, 51% buscam varejistas internacionais, e 35% optam por sites de roupas tradicionais. Dentro do universo varejista internacional, destacam-se a Amazon (64%), a Shopee (64%) e a Shein (44%).

A pesquisa mostra que os homens possuem uma intenção maior de presentear as mães, com 79,5%, contra 78% das mulheres. Os jovens entre 18 e 34 anos também são os mais propensos a consumir na data, 86,6%; pessoas entre 35 e 54 representam 79,2% do público consumidor, maiores de 55 anos marcam 64,4%.

“O crescimento do e-commerce no Brasil propicia a amostragem alta vista na pesquisa. Vemos uma grande parcela da geração Y ou millennials, os nativos digitais, optando por realizar as compras via internet, e o dia das mães não foge a regra para o grupo”, finaliza Maurício.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior
Número de profissionais do Mais Médicos cresce quase 200% no Nordeste nos últimos 10 anos
Número de profissionais do Mais Médicos cresce quase 200% no Nordeste nos últimos 10 anos / Foto: Patty Brito / Unsplash Images

Número de profissionais do Mais Médicos cresce quase 200% no Nordeste nos últimos 10 anos

Dados comparam dados de 2013 a 2022 e considera os programas Mais Médicos e

Próximo
Pelo quarto ano consecutivo, Grupo Bradesco Seguros incentiva a educação financeira na Semana ENEF
Valdirene Soares Secato, Diretora de Recursos Humanos, Ouvidoria e Sustentabilidade no Grupo Bradesco Seguros / Divulgação

Pelo quarto ano consecutivo, Grupo Bradesco Seguros incentiva a educação financeira na Semana ENEF

Fórum Brasileiro de Educação Financeira visa promover ações em todo o país para

Veja também