Empresária fala de inovação no mercado pet no Rio Innovation Week

Luana Wandecy, CEO da Blindog / Foto: Divulgação
Luana Wandecy, CEO da Blindog / Foto: Divulgação

Diferencial da Blindog está na tecnologia inovadora empregada em seus dispositivos

Na próxima quinta-feira, 5, Luana Wandecy, CEO da Blindog, pet tech que desenvolveu um dispositivo inteligente para cães com deficiência visual, participará de painel sobre novas tecnologias no palco do  MIT Technology Review Brasil, no Rio Innovation Week. O bate-papo terá a mediação de André Miceli, CEO e editor-chefe MIT Technology Review Brasil, e a presença de Gabriel Polverelli, da Lumx Studios, e Lucas Lima, do Projeto João de Barro.

Blindog

Criada em 2015, a empresa, que é a única do mundo a resolver o problema da cegueira canina através de tecnologia, nasceu de uma dor pessoal das sócias Luana Wandecy e Natália Dantas: as duas tinham cães cegos e não encontravam solução que devolvesse autonomia para seus pets, e foi aí que surgiu a ideia do produto.

À medida que minha cachorrinha, Princesa, envelhecia, ela estava perdendo sua visão e com isso, começou a se machucar frequentemente, colidindo com paredes e móveis. Eu e minha família procuramos e não encontramos nada que a permitisse andar sem se machucar. E foi durante o Startup Weekend Natal, ao compartilhar esse problema com  Natália, que também tinha um cãozinho poodle cego chamado Sherlock, que surgiu a ideia de criar uma solução para a cegueira canina, a Blindog. De lá para cá vendemos mais de 3000 dispositivos no Brasil, Portugal, Espanha, Estados Unidos, Canadá e Holanda”, conta Luana Wandecy, cofundadora.

Tecnologia a favor do bem-estar canino

O diferencial da Blindog está na tecnologia inovadora empregada em seus dispositivos, que é patenteada e conta com produção nacional. O dispositivo é leve, confortável e recarregável, proporcionando aos cães cegos uma forma eficaz de navegar pelo mundo. Através de estímulos vibratórios, os cães rapidamente aprendem a associar as vibrações a possíveis obstáculos, permitindo-lhes desviar com segurança. Com uma taxa de sucesso notável em apenas sete dias, o dispositivo proporciona uma nova rotina normal e independente aos pets, eliminando a necessidade de treinamento.

Sustentabilidade

Além de se preocupar com a saúde e bem-estar dos pets, a startup também está engajada no cuidado com o meio ambiente, e por isso, seus dispositivos são produzidos com materiais sustentáveis e recicláveis, reforçando seu compromisso com a natureza e o futuro.

Equipe por trás da inovação

A equipe da Blindog é composta por indivíduos apaixonados e altamente qualificados no campo. Liderando o time, Luana Wandecy, CEO e cofundadora, possui uma formação em engenharia de computação e mestrado em Inovação. Amanda Holanda, CMO, traz sua expertise em administração e publicidade. Enquanto Lindemberg Andrade, CTO, é um engenheiro de computação dedicado ao desenvolvimento dos softwares das soluções da startup.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior
C6 Bank lança cartão Black para clientes com gastos a partir de R$ 5 mil
C6 Bank lança cartão Black para clientes com gastos a partir de R$ 5 mil / Foto: Mikhail Nilov / Pexels

C6 Bank lança cartão Black para clientes com gastos a partir de R$ 5 mil

Nova opção é porta de entrada para categoria premium de cartões de crédito;

Próximo
ACONSEG Centro-Oeste une Assessorias de Seguros em prol do mercado regional
Jeremias Cézar, da BR Infinite Assessoria (Vice-Presidente da ACONSEG Centro-Oeste); e Enir Junker, da Junker Assessoria e Consultoria (Presidente da ACONSEG Centro-Oeste) / Foto: Divulgação

ACONSEG Centro-Oeste une Assessorias de Seguros em prol do mercado regional

Enir Junker é eleita presidente da ACONSEG Centro-Oeste

Veja também