Fintech Koin dá dicas de como fazer compras mais seguras na Black Friday

Fintech Koin dá dicas de como fazer compras mais seguras na Black Friday / Foto: Paul Felberbauer / Unsplash
Foto: Paul Felberbauer / Unsplash

Koin, fintech que traz soluções financeiras de “Buy Now, Pay Later”, traz dicas de como pesquisar e fazer compras mais seguras

A Black Friday se tornou um clássico do mercado brasileiro, crescendo a cada ano. Apesar de o consumidor encontrar preços mais baixos, com o crescimento da importância e da movimentação na data, aumentaram os casos de ações fraudulentas, golpes e descontos irrisórios. A Koin, fintech que traz soluções financeiras de “Buy Now, Pay Later”, traz dicas de como pesquisar e fazer compras mais seguras, no próximo dia 24 de novembro.

“O consumidor, se comprar de forma consciente, pode encontrar muitas oportunidades na Black Friday e já adiantar até algumas compras para o Natal, sempre com atenção às questões de segurança e às formas de pagamento”, reforça Juana Angelin, COO da Koin.

O que vale comprar?

A sexta-feira de descontos é conhecida, principalmente, pela procura maior pelos eletrônicos. Então, celulares e smarTVs podem ser excelentes opções, além de eletrodomésticos da chamada “linha branca” – refrigeradores, freezers, condicionadores de ar, lavadoras de roupa, secadoras e microondas, entre outros.

Vale ficar de olho também em lojas de roupas e calçados, itens de farmácia e cursos online, que geralmente oferecem bons descontos. Já os móveis são uma categoria que, devido também ao alto valor agregado e a longa duração, podem ter menor índice de boas ofertas nesta época.

Que cuidados tomar?

  • Conheça o preço dos produtos antes da temporada. Tome cuidado com algumas lojas, que muitas vezes tendem a começar novembro com preços cheios para dar a sensação, durante a Black Friday, de que oferecem descontos muito expressivos, quando, na verdade, o consumidor está comprando pelo preço normal;
  • Compre em lojas conhecidas e fuja de sites duvidosos. Uma dica é consultar sites de reclamações de consumidores e pesquisar se a loja em questão tem boa reputação em geral;
  • Não acredite em preços muito discrepantes em relação ao que o mercado tem praticado, em cada categoria de produto;
  • Atente-se à política de entregas, com prazos e horários;
  • Determine um valor máximo que você pode gastar na Black Friday: o consumo consciente é sempre importante;
  • Dê preferência aos cartões e outras modalidades de compras virtuais, como boleto e pix. A atitude ajuda na prevenção de golpes, como clonagem do meio de pagamento.

Consumo consciente

Nesta época, é natural que o excesso de promoções faça as pessoas caírem em tentação e gastem mais do que o bolso permite. Por isso, é importante avaliar alguns pontos antes de comprar por impulso (e se arrepender depois).

“Vale fazer uma lista dos itens que você realmente precisa, e comparar opções de marcas e categorias. Outro ponto importante é avaliar o meio de pagamento e, caso o parcelamento seja uma opção, avalie se o valor da parcela cabe, de fato, no seu orçamento”, reforça a COO da Koin. Por fim, lembra Juana, antes de comprar, pense se o produto vai estar em uso daqui 6 meses ou um ano, para que valha realmente a pena a compra, especialmente no caso de um produto durável.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior
Akad apresenta seguro RC Corretor em seminário do Sincor-RS
André Thozeski, Presidente do Sincor RS / Divulgação / Arquivo Pessoal

Akad apresenta seguro RC Corretor em seminário do Sincor-RS

Seguradora desembarca em Porto Alegre para apresentar vantagens e diferenciais

Próximo
Tecnologia e solidariedade em ação na Campus Party
Tecnologia e solidariedade em ação na Campus Party / Foto: Divulgação

Tecnologia e solidariedade em ação na Campus Party

Tech do Bem e Oela se unem no Hackathon da Campus Party Manaus para Ampliar a

Veja também