Influenciadores empreendem e geram empregos apoiados em estratégias de afiliação da Awin

Beatriz Nadais, Gerente de Desenvolvimento de Parcerias da Awin; Bruno Lagoela, fundador do Escolha Segura; e Eduardo Suzuki, Fundador do canal Tênis Certo / Foto: Divulgação
Beatriz Nadais, Gerente de Desenvolvimento de Parcerias da Awin; Bruno Lagoela, fundador do Escolha Segura; e Eduardo Suzuki, Fundador do canal Tênis Certo / Foto: Divulgação

Marketing de afiliação ajuda na profissionalização dos nano influenciadores e os ajuda a aperfeiçoar e estruturar suas microempresas para tornarem-se bem-sucedidos nos negócios, como os canais Escolha Segura e Tênis Certo

Os brasileiros aderem facilmente a novas tecnologias, em especial às redes sociais. Por essa razão, não surpreende o fato de o Brasil ser um dos países com o maior número de influenciadores do mundo e de esta ser a carreira dos sonhos de 75% dos jovens, segundo pesquisa recente da startup Inflr. A Aspiração é motivada pela possibilidade de fama e pelas oportunidades reais de ganhos financeiros consideráveis, apontadas por 64% dos entrevistados.

O país também é conhecido por seus altos índices de empreendedorismo – 51 milhões de cidadãos pretendem empreender nos próximos três anos, segundo o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), e estas duas aspirações se casam perfeitamente. Para tornar-se um influenciador de sucesso é necessário que a pessoa tenha coragem e determinação de realmente empreender, de viabilizar um negócio rentável. “Só se torna um influenciador bem-sucedido, aquele que se profissionaliza e consegue garantir que seus esforços na produção de conteúdo, seja de informação, entretenimento, moda, esportes, avaliação de produtos e serviços, ou quaisquer outras especialidades, sejam monetizados”, diz Beatriz Nadais, Gerente de Desenvolvimento de Parcerias da Awinuma das maiores empresas globais de marketing de afiliados.

Segundo Beatriz, todas as pessoas com mais de 10.000 seguidores em suas redes sociais, podcasts, blogs ou vlogs podem se considerar influenciadores, mas manter um canal com conteúdo interessante e de alta qualidade, relevante e interessante, exige tempo, dedicação e tem custo. No começo, a pessoa decide disseminar seus conhecimentos e interesses para seu público de relacionamento por diversão ou prazer, mas à medida que vai crescendo a audiência, percebe a necessidade de ampliar a produção e de continuar aprimorando a qualidade para manter o canal, o que só é possível se tiver uma forma de rentabilizá-lo.

“É neste momento que os influenciadores e produtores de conteúdo em geral percebem o valor do marketing de afiliados, que pode os ajudar a profissionalizar seu negócio e a monetizar. Isto porque dá acesso a uma ampla gama de anunciantes, de todos os setores e portes, além de poder auxiliar na definição de estratégias adequadas para ações maiores ou customizadas, desenhadas em colaboração com as marcas”, explica a executiva da Awin. Isto além de oferecer relatórios personalizados, que permitem ao talento conhecer melhor seus pontos fortes e fracos, com números referentes a sua audiência, ao impacto de suas ações e aos resultados efetivos que alcança em termos de vendas e receitas para os parceiros de negócios.

“Quanto maior o tempo dedicado dentro do mercado digital e para compreender seu público, maior é o conhecimento que se adquire sobre o seu próprio negócio, pois você hoje não é apenas mais criador de conteúdo, você se torna um empreendedor e utiliza os insights para aprimoramento constante, tendo como benefício a garantia de ter a remuneração mensal por seus esforços, que incentiva a profissionalização dos demais criadores de conteúdo do mercado, seja de pessoas físicas ou jurídicas”, ressalta Beatriz.

Outro fator inegável é a maior responsabilidade que advém do crescimento do canal, pois a pessoa é responsável pelo que divulga. “Se faz a divulgação de Fake News, divulga um produto que é ruim ou que pode fazer mal à saúde das pessoas, responde judicialmente por isto. Por esta razão, quanto mais o influenciador se informa e busca se estruturar como empresa, melhores são as suas condições de apuração das informações e de negociação com as marcas. Isso é primordial para assegurar a qualidade e a credibilidade dos serviços que oferecem. Quanto maior a confiabilidade e segurança mostrada pelos seguidores no influenciador, mais bem conceituado se torna junto ao anunciante para a realização de futuras campanhas. A afiliação é um bom negócio para todas as partes”, complementa Beatriz.

De acordo com a executiva, os exemplos bem-sucedidos de profissionais que começaram seus canais como amadores, trabalhando sozinhos de casa, e se tornaram sucesso com o apoio da plataforma da Awin são muitos. Dois que podem ser destacados são o Escolha Segura, canal especializado em review de produtos e que dispõem de conteúdos e listas com os melhores produtos e serviços do mercado, além de dicas essenciais para ajudar na sua escolha, e o Tênis Certo, que auxilia na compra do melhor tênis para a prática esportiva.

Escolha Segura – sucesso no apoio aos consumidores na escolha dos mais variados produtos

A história de Bruno Lagoela, fundador do Escolha Segura, com o marketing de afiliação, começou em 2013, quando começou a fazer indicações de livros em sua página na internet a caminho da faculdade. Foi quando descobriu que poderia se cadastrar na plataforma da Awin e ganhar algum dinheiro. “Vendi o primeiro livro e ganhei R$ 0,20. Era pouco, mas eu me empolguei e comecei a fazer websites com indicações de produtos linkados à plataforma no mesmo ano. Com esta prática, eu consegui pagar a hospedagem do primeiro servidor do site. Com o tempo, Decidi juntar todos os sites em um só e nasceu o Escolha Segura. Uma evolução natural foi a produção dos primeiros vídeos em 2015, que foram muito bem recebidos pela audiência”, diz Lagoela.

Hoje, o Escolha Segura é uma referência na análise de produtos como celulares, notebooks, tablet, eletroeletrônicos e eletrodomésticos, mas tem ampliado seu escopo para colchões, inclusive para automóveis. “Nós contamos com o apoio da afiliação desde o começo, o que nos deu acesso a uma grande diversidade de e-commerces e nos ajudou a diversificar nossas pautas, já que é possível rentabilizá-las de formas variadas. O Escolha Segura teve um grande impulsionamento para crescer ao abrir uma empresa com CNPJ para ter acesso a anunciantes maiores da plataforma.

“Você se conscientiza de que tem um negócio, de que virou uma empresa. Hoje, somos 10 pessoas focadas em produzir conteúdos para o Youtube, sempre recomendando produtos com links vinculados utilizando marketing de afiliados. Estamos sempre nos aperfeiçoando devido ao fato de termos relatórios personalizados, com parâmetros que estabelecemos para avaliar o impacto dos nossos conteúdos, números de vendas e receitas que geramos para as marcas. Com isso, conseguimos projetar as receitas futuras”, comenta Lagoela.

De acordo com o fundador do Escolha Segura, as ferramentas do marketing de afiliação possibilitam ao canal saber qual é o seu rendimento loja por loja, dia a dia, tendo a confiança e a certeza da monetização, algo que é fundamental para a sustentabilidade do negócio a médio e longo prazo. O Escolha Segura gerou receitas da ordem de R$ 33,8 milhões (17,28% superior ao de 2021) com os mais de 58 mil produtos indicados somente pela plataforma da Awin (volume de vendas 25,45% maior do que do ano anterior). “Nosso relacionamento com a Awin é de sinergia e confiança”, conclui o executivo.

Tênis Certo – uma história de sucesso na indicação de calçados esportivos

Fundador do canal Tênis Certo, Eduardo Suzuki é formado em Administração e morou por 5 anos no Canadá, , após se formar, voltou para Curitiba (PR), trabalhou com programação, Photoshop e design em uma empresa de comércio exterior do setor petrolífero. Em 2009, começou a se sentir infeliz, estava com problemas de saúde e não tinha tempo para se cuidar, largou tudo e começou um novo negócio, onde começou a desenvolver websites para empresas de diferentes setores e conheceu por alto o conceito de afiliados. “Na época, eu desenvolvi websites para os produtos mais variados, perfumes, produtos sustentáveis etc., e os indexava no Google. Em 2008, um dos diretores da Awin que conhecia os seus websites o chamou para uma conversa e mostrou o potencial que seus canais tinham de rentabilização por meio da afiliação.

“Fiquei tão interessado que aceitei o convite do Javier Gomes Hernando e vim para São Paulo conhecer o escritório da Awin e participar de alguns eventos. Em 2015, eu me inspirei em um canal canadense e criei o Tênis Certo para fazer reviews de tênis, em um primeiro momento no quarto da minha casa, já tendo a afiliação como uma forma de garantir uma renda mensal, na qual ganhava o equivalente a 50% do meu salário como empregado”, conta Suzuki.

De acordo com ele, no início, o apoio da Awin foi essencial para fazer o contato com as marcas e abriu muitas portas junto às equipes vendas e marketing de e-commerce para viabilizar cupons, landing pages e outras ações para o canal. “Quando estamos começando a fazer lives, a Awin ajudava a negociar os espaços e horários para fazermos as transmissões nas lojas da Centauro e da Dafiti, dois anunciantes que divulgados, e também usávamos o show room deles para fazer conteúdos e testar os produtos. Eles me ajudaram muito também na conquista de verba para produção de ações customizadas, já com edição e produção de cenários melhores com a evolução do canal”, detalha o apresentador do canal.

Há sete anos, o criador do Tênis Certo mudou para São Paulo e, em 2018, decidiu que precisava diversificar o canal tendo uma apresentadora mulher. Foi quando conheceu sua atual esposa e parceira nos negócios (Valéria Mello), que era embaixadora da Nike e aceitou o desafio de entrar para o canal para avaliar outras marcas. “Os anunciantes afiliados à Awin gostaram muito da iniciativa que incrementou ainda mais nossas parcerias, gerando novas ações e negócios muito interessantes. Já na primeira semana, com a Val, fomos convidados pela Olympikus para desenvolver o Olympikus Corre 1 e para realizar a maratona New Balance em Nova York (EUA)”, comenta o fundador do Tênis Certo.

“Na minha opinião, além dos relatórios detalhados, do sortimento excelente e concentrado de anunciantes e do rastreamento de toda a jornada de consumo, o grande diferencial da Awin são as pessoas, que são muito colaborativas, confiáveis e sérias aos nos apoiar. Quando um lojista nos procura e não está na plataforma da Awin ficamos sem insumos e dados em tempo real de como está sendo a ação, porque fazemos questão de contar com a transparência que temos em relação aos dados entregues e ao correto comissionamento da Awin em todas as ações realizadas”, ressalta Suzuki.

O negócio que nasceu no quarto do empreendedor hoje tem 12 funcionários e gera receitas de cerca de 12,5 milhões para os anunciantes parceiros da Awin, valor 48,26% superior a 2021, corresponde a venda de 27.619 pares de tênis em 2022, resultado 45,67% superior ao do ano anterior. “Hoje, eu tenho meu próprio negócio, que exige muito tempo e dedicação para fazer um conteúdo de qualidade, mas conto com apoio de colaboradores competentes na área de finanças, comercial etc. Trabalho com prazer e acredito que a afiliação é uma ferramenta fundamental para o nosso sucesso, pois sabemos aproveitar as ferramentas e toda a tecnologia oferecida ao máximo para aperfeiçoar o negócio”, conclui Suzuki.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior
Quiver Zap chega para revolucionar o atendimento das Corretoras de Seguros
Quiver Zap chega para revolucionar o atendimento das Corretoras de Seguros / Divulgação

Quiver Zap chega para revolucionar o atendimento das Corretoras de Seguros

Novidade apresentada ao mercado, Quiver Zap integra API oficial do aplicativo de

Próximo
Melhora nível de pagamento de dívidas das famílias paulistas em 2023
Foto: RDNE Stock project/ Pexels

Melhora nível de pagamento de dívidas das famílias paulistas em 2023

Em 84% dos casos de contas em atraso, os motivos são cartão de crédito, cheque

Veja também