Inmet alerta para baixa umidade do ar em seis estados

Agosto é sempre marcado pela baixa umidade do ar, principalmente nas regiões brasileiras com clima mais árido. E nos últimos dias desse mês, a secura não está dando trégua. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alertas amarelo e laranja para baixa umidade em seis estados, indicando índices entre 12% e 30%.

A situação mais crítica ocorre em Tocantins, Piauí, Nordeste Mato-grossense, Norte de Goiás, Maranhão e extremo Oeste da Bahia, onde a umidade relativa do ar não ultrapassa os 20%, com riscos de incêndios florestais e à saúde, como ressecamento da pele, desconforto nos olhos, boca e nariz. Além disso, em praticamente todo o estado de Mato Grosso e Rondônia, além do Sul de Amazonas e Pará, e o Norte de Minas Gerais registram umidade entre 20% e 30%.

Além dos riscos à saúde alertados pelo Inmet, a baixa umidade do ar também aumenta a incidência de doenças respiratórias e requer mais cuidados com a hidratação e alimentação. Isso porque a falta de água no organismo pode gerar diversos problemas, como cansaço e falhas no sistema circulatório.

Gabrielle Marques, nutricionista esportiva especializada em metabologia, explica que a quantidade diária de água varia de acordo com o peso das pessoas, mas que, em média, são necessários pelo menos dois litros. E que nos momentos de seca é preciso ingerir um pouco mais para evitar os problemas da desidratação.

“Em situações como essa, de um clima muito seco, uma estação do ano muito seca e a umidade do ar muito baixa é viável que passamos a ingerir, pelo menos, meio litro de água a mais do que você já é acostumado a ingerir no dia a dia”, explica a nutricionista.

Gabrielle também alerta que o período requer cuidados também com a alimentação, com a priorização de alimentos que contenham bastante líquido, como abacaxi, melancia e melão. Aqueles que praticam exercícios físicos também precisam ficar atentos aos períodos de seca, principalmente quando há restrições.

“O importante é avaliar se há alguma doença crônica já existente, como síndrome do vasovagal, pressão baixa, hipoglicemia. Se houver algum desses casos, realmente é recomendado que a atividade física nesse dia seja muito bem controlada e com a respiração muito bem executada, porque há chances de ter desmaios. Se não há doenças crônicas pré-existentes, há apenas o cuidado de estar com a hidratação em dia, nos níveis adequados”, explica.

Dicas para se hidratar bem

  • Mantenha uma garrafinha de água sempre com você;
  • Não vale beber todos os dois litros de uma vez. Dose ao longo do dia;
  • Outros líquidos como água de coco e isotônicos entram na conta, mas a prioridade é se hidratar com água;
  • Alimentos como leite, frutas e legumes cozidos contém mais de 80% de água e também ajudam a hidratar;
  • Evite alimentos ultraprocessados, que são, na maior parte dos casos, escassos em água.

Atividade física com baixa umidade do ar

  • Procure sempre lugares arejados e, se possível, longe do sol;
  • Os cuidados com a hidratação devem ser redobrados;
  • Em algumas situações muito críticas, a umidade pode ser tão baixa que talvez seja necessária a suspensão de atividades físicas;
  • O Ministério da Saúde recomenda que, durante a seca, a população evite exercícios físicos ao ar livre entre 10h e 16h.

Frente fria

Se as regiões centrais do Brasil sofrem com calor e baixa umidade do ar, as demais começam a encarar a frente fria. Isso não quer dizer que a secura dá uma trégua nessas localidades.

A frente fria chegou primeiro na Região Serrana de Santa Catarina, neste fim de semana, e depois seguiu para as regiões Sudeste e Centro-Oeste. De acordo com o Inmet, as temperaturas devem continuar caindo, pelo menos neste início de semana, e o frio também deve avançar para a Região Norte.

No Sudeste, o frio atinge todos estados, com possibilidade de recorde das temperaturas mínimas. A Serra da Mantiqueira, por exemplo, espera por geadas. No Centro-Oeste, a previsão para Campo Grande (MS) é de mínima de 7°C.

]]>Via: Brasil61

Total
0
Shares
Anterior
Período eleitoral: o que eleitores e candidatos podem e o que não podem fazer

Período eleitoral: o que eleitores e candidatos podem e o que não podem fazer

O período eleitoral no Brasil começou oficialmente no dia 16 de agosto e, com

Próximo
Lei do Silêncio Positivo vai ajudar a democratizar internet no Brasil

Lei do Silêncio Positivo vai ajudar a democratizar internet no Brasil

Na prática, o 5G vai chegar aos poucos

Veja também