Levantamento aponta que mais de 97% das pessoas pretendem realizar compras em supermercados na Black Friday

Levantamento aponta que mais de 97% das pessoas pretendem realizar compras em supermercados na Black Friday / Foto: Fikri Rasyid / Unsplash Images
Foto: Fikri Rasyid / Unsplash Images

Abrangendo mais de 2 mil consumidores e 14 varejos, pesquisa da IZIO&Co analisa as tendências de consumo na data sazonal

Principal plataforma de ativação varejista, a IZIO&Co fez um estudo sobre as intenções do consumidor na Black Friday deste ano. Ao ouvir mais de 2 mil shoppers que frequentaram 14 varejos, os dados coletados em outubro mostram que 97,13% pretendem comprar durante a data comercial em supermercados, enquanto apenas 2,87% não vão aproveitar o período de promoções.

Para a maioria dos respondentes (46,71%), obter descontos em produtos que eles já adquirem normalmente é o grande motivo para gastarem na ocasião em comércios supermercadistas, seguido da economia de dinheiro em itens essenciais (37,84%). Nesse sentido, 70,46% também dizem que uma redução significativa dos preços é o fator fundamental para tornar um uma compra atrativa, 15,07% mencionam a qualidade do que estão levando para casa e 6,88% citam brindes ou bônus.

Já em relação às categorias preferidas, a de alimentos (85,74%) tomou a liderança, sendo que 91,64% dos entrevistados ressaltam que costumam aproveitar os descontos daqueles que são perecíveis. Outros destaques são produtos de higiene pessoal (60,92%), produtos de limpeza (57,45%) e bebidas (54,68%).

A maior parte das pessoas (83,99%) também relata que prefere comprar fisicamente na loja, e só 16,01% optam pelo e-commerce. Segundo Rodrigo Matheus, CMO&CPO da IZIO&Co, demandas como essa comprovam o quanto a digitalização do varejo elevou o nível de exigência dos consumidores e os empreendedores precisam se movimentar para atendê-las.

“Os varejistas não podem mais só diminuir valores sem entenderem quem está do outro lado. É preciso conhecer o cliente e quais são as suas necessidades, analisando como agem, de fato, no momento de adquirirem um determinado produto. É pensando nesse contexto que a tecnologia auxilia na produção de análises de mercado como essa e insumos que resultam em uma estratégia realmente bem-sucedida para a Black Friday”, diz.

Quem não vai aproveitar a Black Friday este ano

Mesmo que uma parcela gigantesca dos consumidores tenha objetivos de comprar algo na data, há aqueles que possuem suas razões para não gastar. As duas principais delas são o orçamento apertado (41,38%) e a aglomeração nas lojas (25,86%). Além disso, 75% deles destacam que já tiveram experiências negativas na época por falsos descontos e 25% pelas dificuldades no atendimento.

Para completar, os entrevistados também elencaram outros momentos vantajosos para fazer compras, podendo substituir a Black Friday como a situação ideal para adquirir novos produtos. Entre elas, estão os descontos de aniversário de varejistas (29,31%), saldão pós-Natal (25,85%) e as liquidações de final de temporada (22,41%).

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior
ConectCar eleva experiência da Black Friday com benefícios exclusivos para usuários
ConectCar eleva experiência da Black Friday com benefícios exclusivos para usuários/ Foto: Unsplash

ConectCar eleva experiência da Black Friday com benefícios exclusivos para usuários

Vantagens incluem facilitar o acesso de clientes em shoppings e supermercados no

Próximo
Precisamos fazer uma revolução do setor automotivo de forma sustentável no Brasil, diz presidente da CNI
Precisamos fazer uma revolução do setor automotivo de forma sustentável no Brasil, diz presidente da CNI/ Foto: Unsplash

Precisamos fazer uma revolução do setor automotivo de forma sustentável no Brasil, diz presidente da CNI

SENAI e Embrapii, com a coordenação do MDIC, vão destinar cerca de R$ 270

Veja também