MDR apresenta diagnóstico sobre infraestrutura para o manejo de Resíduos Sólidos Urbanos

Em 2020, as mais de 5 mil unidades de processamento de resíduos sólidos urbanos (RSU) do País receberam 92,7 milhões de toneladas de massa. Desse total, 65,3 milhões de toneladas foram destinadas a lixões, aterros controlados e aterros sanitários. Esse dado integra o Diagnóstico Temático sobre a Infraestrutura para o Manejo de RSU, lançado pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) nesta terça-feira (6), a partir de dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS).

Além de apresentar uma análise do setor, o documento contém os resultados de uma parceria firmada entre SNIS e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para a formulação de Indicadores Brasileiros dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Das 5.018 unidades em operação analisadas, 2.814 são lixões, aterros controlados ou aterros sanitários que receberam, respectivamente, 9,6 milhões de toneladas, 7,6 milhões de toneladas e 48,2 milhões de toneladas. O SNIS identificou também a movimentação de 10,9 milhões de toneladas em 202 unidades de transbordo.

Em relação à massa recuperada de resíduos sólidos recicláveis por habitantes urbanos, registra-se o índice médio de 7,99 kg/hab./ano. O SNIS também computa que 2,17% é o percentual de recuperação de recicláveis secos em relação à massa total de resíduos domiciliares e resíduos públicos coletada nos municípios da amostra.

O MDR, por meio da Secretaria Nacional de Saneamento (SNS), já produziu outros 11 diagnósticos, que, além de resíduos sólidos, tratam dos temas águas pluviais e água e esgotos. O coordenador-geral de Gestão Integrada da SNS, Paulo Rogério, explica que o Diagnóstico Temático sobre a Infraestrutura para o Manejo de RSU encerra o ciclo de publicações sobre o assunto.

“Com esta publicação, estamos concluindo todo o ciclo de publicações dos diagnósticos referentes ao manejo de resíduos sólidos no Brasil. Além deste, teremos ainda a conclusão dos demais diagnósticos temáticos. O próximo lançamento do SNIS será no dia 4 de outubro. Apresentaremos o Diagnóstico Temático sobre a Gestão de Riscos para Drenagem e Manejo de Águas Pluviais", adiantou.

Acesse todos os diagnósticos

O SNIS

O SNIS é o sistema de informações do setor de saneamento brasileiro. Gerenciado pela SNS, reúne informações de caráter operacional, gerencial, financeiro e de qualidade dos serviços de água e esgotos (desde 1995), manejo de resíduos sólidos urbanos (desde 2002) e manejo das águas pluviais urbanas (desde 2015).

Os indicadores produzidos a partir destas informações são referência para a formulação de políticas públicas, para o acompanhamento da evolução do setor de saneamento no Brasil e comparação de desempenho da prestação de serviços.

Confira abaixo o evento de lançamento do diagnóstico sobre Infraestrutura para o Manejo de Resíduos Sólidos Urbanos:

]]>Via: Brasil61

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior
O TEMPO E A TEMPERATURA: Poucas nuvens no Tocantins e em Rondônia nesta quarta-feira (7)

O TEMPO E A TEMPERATURA: Poucas nuvens no Tocantins e em Rondônia nesta quarta-feira (7)

Nesta quarta-feira (7), a previsão é de tempo nublado com pancadas de chuva e

Próximo
Acesso ao auxílio para transporte de idosos: MDR alerta para envio completo de documentos

Acesso ao auxílio para transporte de idosos: MDR alerta para envio completo de documentos

Gestores públicos estaduais e municipais, além do Distrito Federal, têm até esta

Veja também