Oxigênio Aceleradora completa sete anos de incentivo ao empreendedorismo e à inovação tecnológica no Brasil

Oxigênio Aceleradora completa sete anos de incentivo ao empreendedorismo e à inovação tecnológica no Brasil / Divulgação
Divulgação

Programa de aceleração exclusivo da Porto registra histórico de mais de 11 mil inscrições, 120 projetos criados e 84 startups aceleradas

A Oxigênio Aceleradora, iniciativa da Porto criada em 2015 com o objetivo de estimular o empreendedorismo, o desenvolvimento tecnológico e o crescimento de empresas inovadoras no País, acaba de completar sete anos de atuação no mercado com mais de 80 startups aceleradas.

Ao longo de sua trajetória, o programa procura gerar valor nas três verticais em que a Porto atua: seguros, negócios financeiros e saúde, promovendo cada vez mais agilidade nos processos de inovações da companhia, ampliando a rede de contatos e apadrinhando empresas com lideranças que são referências no mercado em que atuam.

Com sessões de mentoria, workshops e palestras de renomados profissionais no mercado, a Oxigênio Aceleradora está localizada no centro de São Paulo e conta com um espaço amplo, equipado com laboratório de tecnologia e auditório, local onde recebe e promove eventos sobre inovação e empreendedorismo.

O programa é um sucesso e trouxe para a Porto aproximadamente 84 startups, para produzirem Provas de Conceito (POCs) junto com as áreas que as apadrinham, focadas em dar capacidade e rapidez em transformar, inovar e apoiando o desenvolvimento de novas soluções com novas tecnologias.

E este ano, a aceleradora trouxe novidades em sua programação. “Em 2022, quando chegamos ao nosso 12º ciclo, atingimos mais conhecimento e maturidade e buscamos renovar o programa de aceleração da Oxigênio, com melhorias e novidades que estão tornando o processo mais completo e eficiente. Em essência, tanto na Oxigênio, como na Porto, sempre tivemos a inovação como norte em nossas tomadas de decisões e queremos continuar a aperfeiçoar nossos métodos. Seguimos cada vez mais fortes na missão de estimular o mercado de empreendedorismo no Brasil, criando oportunidades de negócios que nos conectam com empresas que pensam em soluções transformadoras e que podem revolucionar o mercado”, afirma o gerente de Pesquisa e Desenvolvimento da Porto e Oxigênio Aceleradora, Maurício Martinez.

Em 2022, a Oxigênio tem como foco startups sinérgicas aos nossos negócios, como fintechs, healthtechs e insurtechs. Entre os selecionados no último ciclo de aceleração, algumas soluções se destacam pelo uso de inteligência artificial, como a ‘Nama’, uma plataforma de automação cognitiva sem código. Além desta solução, tem ainda a ‘Analytix’, uma plataforma integrada para exploração e análise de dados públicos e a ‘Previneo’, que usa algoritmos de IA para estratificar risco de desenvolvimento dos principais tipos de câncer.

Outro destaque dessa história de sucesso são os programas de intraempreendedorismo, como a Gincana Tech, criado em 2018, com o intuito de trazer novos experimentos com tecnologias inovadoras para serem aplicadas nas áreas da Porto e estimular os colaboradores a repensarem seus processos usando tecnologias. Em suas cinco edições, foram executadas mais de 40 POCs em tecnologias como Inteligência Artificial, Robotic Process Automation, Low e No code e MAchine Learning.

Confira abaixo a linha do tempo com destaques da Oxigênio Aceleradora ao longo dos seus sete anos de história:

  • 2015: criação do modelo de investimento e aceleração de startups da Porto, a Oxigênio Aceleradora.
  • 2016: investimento e aceleração de 11 startups e criação dos programas Funil de Startups e Porto Ideias e Ninjas da TI
  • 2017: criação de dois programas de fomento a inovação e intraempreendedorismo, a Maratona da Inovação e a Semana da Inovação, além de investir e acelerar mais 12 startups.
  • 2018: criação de mais dois programas – o Hobby para Valer e o Garagem – para estímulo da prototipação, encerrando o ano com 33 startups aceleradas em seu portfolio
  • 2019: a partir do 8º batch, Oxigênio passa a acelerar no modelo equity free e cria mais dois programas – a Pílula da inovação e a Gincana Tech, para o estimular ainda mais a cultura da inovação
  • 2020: aceleração de mais 20 startups, e entrega mais de 25 POCs por meio dos programas Maratona, Gincana e Garagem.
  • 2021: termina o ano com 70 startups aceleradas e com 90% de assertividade na entrega da aceleração (contratos), além de mais 13 POCs desenvolvidas pelo programa de aceleração e mais de 20 POCs desenvolvidas pelos demais programas de intraempreendorismo Gincana Tech, Garagem e Maratona da Inovação
  • 2022: criação de mais dois programas: ‘New Venture’ e ‘Radar de Tendências’, a fim de propiciar ações de inovação de mais impacto e risco, além de aumentar a capacidade produtiva da aceleração para 25 startups ao ano. Com isso, a previsão é que alcance a marca de 88 startups aceleradas.
Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Prev
Albatroz MGA: Salvatore Lombardi destaca digitalização do Seguro de Transportes
Salvatore Lombardi, CEO da Albatroz MGA / Reprodução

Albatroz MGA: Salvatore Lombardi destaca digitalização do Seguro de Transportes

Totalmente digitalizada, a Albatroz MGA tira toda a carga operacional do cliente

Next
Comissão aprova proposta que fixa medidas sanitárias para visitação em presídios

Comissão aprova proposta que fixa medidas sanitárias para visitação em presídios

Elaine Menke/Câmara dos Deputados Deputado Delegado Antônio Furtado, relator do

You May Also Like