Premiada pet tech Blindog comemora resultados e aposta em expansão internacional para 2024

Luana Wandecy, CEO, e Amanda Holanda, CMO/ Foto: Divulgação
Luana Wandecy, CEO, e Amanda Holanda, CMO/ Foto: Divulgação

Inserida em um mercado que movimentará R$ 67,4 bilhões até o final de 2023 – segundo levantamento realizado pelo Instituto Pet Brasil –  está a Blindog, líder brasileira em tecnologia para pets cegos, que só tem a comemorar o ano que se encerra: ela ampliou suas vendas para a América Latina, foi eleita startup revelação pelo Case Startups 2023, a mais importante premiação de startups do Brasil, e a sua CEO, Luana Wandecy, foi ranqueada pelo MIT Business Review, entre os empreendedores mais inovadores do país.

A executiva aponta que esses louros são resultado de anos de trabalho árduo, com a participação em editais de aceleração e inovação, parcerias estratégicas como o Sebrae e o investimento da aceleradora WOW. “Nesse ano nós fomos selecionados para diversos editais de aceleração e inovação, tanto no Brasil quanto no exterior, como o da embaixada dos Estados Unidos, e isso nos gerou muitas conexões, parcerias, e ajuda para expandir e ser reconhecidos no mercado. Esse  apoio e investimento fez toda a diferença para que pudéssemos nos conectar com founders e investidores que já conheciam muito sobre diversos assuntos que precisávamos de ajuda, e pudessem nos guiar sobre o melhor caminho e escolhas para crescermos de maneira sustentável sem cair em ciladas”, pontua Luana e complementa: “então, eu considero que a maior contribuição que tivemos para tamanho reconhecimento foram pessoas que nos ajudaram, mentoraram, aconselharam, e também aquelas que estavam no dia a dia da startup dando todo o sangue para que as metas fossem alcançadas com muito trabalho e esforço conjunto”.

Outro fator que Wandecy também aponta como um dos ingredientes para o sucesso de uma startup de hardware é o desenvolvimento do produto internamente, processo do qual ela faz parte desde o início pois ela, por ser engenheira, projetou e construiu o dispositivo pautado em uma dor real: a da sua doguinha perder a autonomia e alegria por conta da cegueira. “Nossos dispositivos inteligentes visam melhorar a qualidade de vida tanto dos pets, devolvendo a autonomia, conforto e bem-estar, eliminando as recorrentes colisões e complicações de saúde, quanto dos seus tutores, que não precisam se preocupar com a mobilidade de seus bichinhos. Essa responsabilidade dupla exige de nós, um compromisso contínuo com a inovação, sempre oferecendo uma tecnologia e design de ponta”, explica.

Como funciona o dispositivo inteligente da Blindog?

O produto da Blindog proporciona conforto e bem-estar a cães cegos por meio de estímulos vibratórios que evitam colisões. O dispositivo é leve, confortável e recarregável, proporcionando aos cães cegos uma forma eficaz de navegar pelo mundo. Com uma taxa de sucesso notável em apenas sete dias, proporciona uma nova rotina normal e independente aos pets, eliminando a necessidade de treinamento.

“Nosso material é 100% nacional e além de se preocupar com a saúde e bem-estar dos pets, também cuida do meio ambiente, pois são confeccionados com materiais sustentáveis e recicláveis”, explica Luana.

Inovação para além do Sudeste

Além de oferecer uma solução disruptiva para um mercado tão tradicional, Luana teve mais um desafio, o geográfico, pois a Blindog fica em Natal, no Rio Grande do Norte. “Ser mulher requer demonstrar constantemente nossa capacidade. E estar fora do eixo Rio-São Paulo adicionou complexidade, mas superamos com resiliência, dedicação e viagens constantes para estabelecer conexões relevantes”, conta a empreendedora.

Expansão internacional e parcerias estratégicas

A CEO revelou os motivos que levaram a Blindog a expandir suas operações para fora do Brasil, incluindo a patente internacional do produto. A entrada em novos mercados contribuiu significativamente para o crescimento da empresa, com parcerias estratégicas firmadas no Peru e no Reino Unido, além dos planos para os Estados Unidos em 2024.

“A Blindog através do B2C alcançou 10 países em 2023, sendo boa parte na Europa, e também iniciamos parcerias com o B2B, o que nos rendeu revendedores oficiais no Peru e no Reino Unido. Para o ano que vem, queremos expandir para pelo menos mais cinco países, sendo os Estados Unidos o principal desses”, afirma a executiva que também almeja reforçar sua presença em grandes varejistas pets e renovar seu portfólio de produtos “Queremos ser reconhecidos não apenas pela tecnologia, mas pela responsabilidade social. Para isso, estamos ansiosos para lançar dois produtos tecnológicos revolucionários em 2024, atendendo às crescentes necessidades do mercado pet”, anunciou Wandecy.

Doguinho com Blindog/ Foto: Divulgação
Doguinho com Blindog/ Foto: Divulgação
Luana Wandecy, CEO da Blindog/ Foto: Divulgação
Luana Wandecy, CEO da Blindog/ Foto: Divulgação
Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Prev
Clientes que utilizam serviços de assistência no seguro avaliam melhor suas operadoras, mostra pesquisa da Bain
Assistências como reboque, carro reserva e troca de pneus são úteis para viagens / Foto: Vlad Deep / Unsplash Images

Clientes que utilizam serviços de assistência no seguro avaliam melhor suas operadoras, mostra pesquisa da Bain

Consultoria estratégica global levantou também quais serviços os consumidores

Next
Sicredi recebe prêmio internacional por financiar projetos sustentáveis
Sicredi recebe prêmio internacional por financiar projetos sustentáveis/ Foto: Unsplash

Sicredi recebe prêmio internacional por financiar projetos sustentáveis

Vencedor da categoria “Lender of the year”, foi reconhecido por

You May Also Like