Projeto exige publicação mensal de dados sobre violência contra a mulher

Depositphotos
Uma mulher esconde o rosto e estende as mãos
Hoje, a lei estabelece que esse compartilhamento será facultativo

O Projeto de Lei 4973/20, já aprovado pelo Senado, torna obrigatória a publicação mensal, pelos órgãos de segurança pública, dos dados relativos à violência doméstica e familiar contra a mulher. O texto em análise na Câmara dos Deputados altera a Lei Maria da Penha.

Pela proposta, todos os meses as secretarias de Segurança Pública dos estados e do Distrito Federal deverão ainda remeter as informações e as estatísticas para a base de dados do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Atualmente, a lei estabelece que esse compartilhamento será facultativo.

“É imprescindível que as estatísticas sobre a violência contra a mulher sejam amplamente divulgadas, até como forma de alertar potenciais agressores sobre o índice de notificações que chegam às polícias e demais órgãos de segurança pública”, afirmou a autora da proposta, senadora Rose de Freitas (MDB-ES).

Tramitação
O projeto será analisado pelas comissões de Defesa dos Direitos da Mulher; de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Depois seguirá para o Plenário.

Artigo Original: Agência Câmara Notícias

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Prev
Governo Lula exonera Alexandre Camillo e diretoria da Susep
© Marcelo Camargo/Agência Brasil

Governo Lula exonera Alexandre Camillo e diretoria da Susep

Next
Por que a gestão de churn é estratégica para sua empresa
Guilherme Wiering, Sócio-fundador da Pratika Consultoria / Divulgação

Por que a gestão de churn é estratégica para sua empresa

Confira artigo de Guilherme Wiering, Sócio-fundador da Pratika Consultoria

You May Also Like