Projeto suspende resolução que pode afetar planos de saúde de funcionários de estatais

Pompeo de Mattos diz que norma semelhante já foi revogada

O Projeto de Decreto Legislativo (PDL) 313/22 suspende uma resolução do Ministério da Economia que estabelece diretrizes para a governança de empresas estatais federais. Publicada em 4 de agosto, a Resolução 42/22 traz orientações acerca de plano de cargos e salários, remuneração e promoção.

Em um de seus pontos, o documento limita a participação da empresa no pagamento dos planos de saúde a 50% das despesas.

O pedido de suspensão, em análise na Câmara dos Deputados, foi apresentado pelo deputado Pompeo de Mattos (PDT-RS). Ele lembra que a Resolução 42 “restabelece” norma anterior (Resolução 23/18) já revogada pelo Congresso Nacional.

“O Congresso já reconheceu a ilegalidade da limitação estabelecida pela Resolução 23/18, que limitava a participação das estatais no custeio de benefício de assistência à saúde”, argumenta Mattos.

A Resolução 42/22 também proíbe as empresas estatais federais de conceder empréstimo pecuniário a seus empregados a qualquer título e de conceder férias por mais de 30 dias por ano trabalhado.

Tramitação
O projeto será analisado pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; e de Constituição e Justiça e de Cidadania, antes de ser votado pelo Plenário.

Saiba mais sobre a tramitação de projeto de decreto legislativo

Artigo Original: Agência Câmara Notícias

Total
0
Shares
Anterior
Execução de sentença coletiva de direitos individuais homogêneos pela associação autora é sujeita a condições

Execução de sentença coletiva de direitos individuais homogêneos pela associação autora é sujeita a condições

Próximo
PTB, PL e PP triplicam candidatos a deputado; partidos de esquerda preferem reduzir

PTB, PL e PP triplicam candidatos a deputado; partidos de esquerda preferem reduzir

PTB, PP e PL são os partidos que mais lançaram candidatos à Câmara dos Deputados

Veja também