Proposta dá prazo de 180 dias para retirada de bem levado ao conserto

Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
Discussão e votação de propostas. Dep. José Nelto PP-GO
José Nelto, autor da proposta

O Projeto de Lei 2545/22 determina que o dono de eletrodomésticos, eletrônicos ou similares terá até 180 dias para retirar bem entregue a serviços de assistência técnica para manutenção. Esse prazo será contado da data em que o cliente for informado pelo prestador sobre a conclusão ou a impossibilidade do serviço.

Pelo texto em análise na Câmara dos Deputados, o contato com o cliente poderá ser feito por meio de ordem de serviço em papel, aplicativos de conversas, redes sociais ou correio eletrônico, entre outros. Não havendo a retirada, a assistência técnica estará autorizada a doar o bem a instituições de caridade ou escolas.

“Nem sempre os proprietários buscam os bens nas assistências técnicas”, afirmou o autor da proposta, deputado José Nelto (PP-GO). “É de suma importância que haja uma previsão legal que permita ao prestador de serviços ‘se livrar’ do item ‘abandonado’ e, melhor ainda, doá-lo em favor de quem mais necessita”, disse.

Tramitação
O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Defesa do Consumidor; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Artigo Original: Agência Câmara Notícias

Total
0
Shares
Anterior
Morte acidental: o que é esse seguro?
Tudo sobre serviços financeiros, seguros e muito mais - Universo do Seguro

Morte acidental: o que é esse seguro?

Quem é o principal provedor de uma casa precisa pensar na qualidade de vida do

Próximo
Obra lançada no STJ trata das inovações trazidas pelos meios alternativos de solução de conflitos
Tudo sobre serviços financeiros, seguros e muito mais - Universo do Seguro

Obra lançada no STJ trata das inovações trazidas pelos meios alternativos de solução de conflitos

Buscar a justiça e a pacificação social muitas vezes não passa pelo Poder

Veja também