Grupo Bradesco Seguros

Proteção contra incêndios em indústrias no Brasil ainda precisa de legislação, apontam especialistas

Proteção contra incêndios em indústrias no Brasil ainda precisa de legislação, apontam especialistas / Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

Mesa-redonda debate a conscientização de procedimentos em edifícios industriais

As medidas de proteção contra incêndios em indústrias, principalmente as que armazenam e utilizam líquidos inflamáveis, ainda necessitam de debates e leis que padronizem os procedimentos corretos. Foi o que apontaram especialistas durante mesa-redonda sobre o tema na 3ª Semana Nacional da Engenharia de Segurança Contra Incêndios, realizada pelo Instituto Brasileiro de Educação Continuada (INBEC) recentemente.

Marcelo Lima, consultor do ISB / Foto: Divulgação
Marcelo Lima, consultor do ISB / Foto: Divulgação

Para Marcelo Lima, consultor do Instituto Sprinkler Brasil e participante do evento, a legislação paulista contra incêndios é bem elaborada, mas requer exigências no âmbito industrial. “Os incêndios em indústrias acontecem com grande frequência, mas as exigências legais nos decretos sobre incêndio ainda são fracas e precisam ser revistas”, comenta.

Lima destaca ainda que a NBR 17505-4, que trata sobre armazenagem de líquidos inflamáveis e combustíveis em depósitos, está sendo revista. “Houve uma mudança fundamental na nomenclatura de líquido inflamável para líquidos igníferos, seguindo os padrões da NFPA 30”, analisa.

Outra mudança importante foi a adaptação dos temas tratados pela norma de armazenagem geral – NBR 16981. Também foram introduzidos novos critérios para recipientes IBC, que frequentemente são causas de incêndios catastróficos. Além disso, foi incorporado um anexo sobre proteção para depósitos e barris de madeiras que armazenam bebidas alcóolicas e outro voltado para drenagem de líquidos igníferos.

A necessidade da oferta de uma formação mais qualificada aos profissionais que desejam atuar no combate a incêndios no país também foi discutida pelos painelistas. “No Brasil vemos muito cursos sobre teorias e normas, mas precisamos entender o que ocorre na prática. Incêndio não é apenas seguir uma norma. É preciso entender os motivos, sendo fundamental que os cursos levem isso em conta. Essa foi uma das medidas criadas pelo ISB há anos, com o intuito de elaborar livros e textos criados por pessoas que gostam de compreender o princípio das ocorrências para criar uma comunidade pensante sobre incêndios”, afirma o consultor.

O evento contou com profissionais renomados na área de combate a incêndio em diversas palestras. Se você perdeu ou deseja revê-lo, assista o conteúdo na íntegra:

Total
0
Shares
Anterior
Allianz foca em diversificação durante o CongreNorte
Allianz foca em diversificação durante o CongreNorte / Foto: Divulgação

Allianz foca em diversificação durante o CongreNorte

Companhia recebeu corretores em estande exclusivo e participou de dois painéis

Próximo
Fusões e aquisições: corretor deve somar forças diante delas
Bernard Biolchini

Fusões e aquisições: corretor deve somar forças diante delas

Bernard Biolchini, CEO do Grupo Pentagonal Seguros, apresenta vantagens e

Veja também