Qualicorp conscientiza sobre importância do aleitamento materno no Agosto Dourado

Qualicorp conscientiza sobre importância do aleitamento materno no Agosto Dourado / Divulgação
Divulgação

Empresa traz iniciativas de saúde e bem-estar voltadas para as colaboradoras mães, que representam metade do quadro de funcionárias da Companhia

A Qualicorp, maior plataforma de escolhas de planos de saúde do Brasil, participa da campanha Agosto Dourado, destinada à conscientização sobre a importância do aleitamento materno, considerado um alimento que vale ouro. Além de destacar as iniciativas internas de apoio às colaboradoras que são mães, os dois prédios da empresa – Qualicity, no centro histórico de São Paulo, e Casa do Cliente, na Avenida Paulista – terão uma iluminação especial durante todo o mês.

A alimentação exclusiva com leite materno até os seis meses de vida é uma recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). No entanto, essa é uma realidade apenas para 45,8% das crianças brasileiras, segundo dados do Ministério da Saúde. Mais do que um benefício aos bebês, de acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), mães que amamentam por até um ano tem risco 6% menor de desenvolver câncer de mama.

Apesar dos desafios, manter o aleitamento materno é o melhor caminho. “Por meio do Programa Bem-Estar Quali oferecemos benefícios e ferramentas que ajudam a olhar para a saúde das mulheres, que representam 67% da Companhia. Dentre elas, 48% são mães. Entre a liderança, o percentual é ligeiramente maior: dos 311 líderes, 187 são mulheres, sendo 50% mães”, destaca Fernanda Mazzetto, superintendente de Pessoas e Cultura da Qualicorp.

Dentro da iniciativa de Bem-Estar foi desenvolvido o Programa para Gestantes, que oferece acesso a informações de saúde por meio de orientações e suporte para as mulheres no processo gestacional, com apoio ao aleitamento materno e, principalmente, à adaptação da rotina da mulher nesta fase até o primeiro ano de vida da criança. “Uma empresa que se preocupa com as colaboradoras transforma o ambiente de trabalho em um lugar mais seguro e empático”, analisa Fernanda.

Além do Programa para Gestantes, a Quali tem iniciativas para as colaboradoras com filhos, como licença-maternidade estendida para filhos biológicos ou adotados; flexibilização do home office para mães de recém-nascidos até a criança completar um ano; serviço de suporte emocional; sala de lactação em sua sede administrativa e na Qualicity; isenção da coparticipação para pré-natal e acesso gratuito a aplicativos de saúde.

Empresa como uma rede de apoio

O processo de amamentação é único e exclusivo para cada mãe e a busca por informações é fundamental, avalia Priscila Brito, analista de Antifraudes da Qualicorp e mãe da Lis, de 7 meses. “É o meu momento de conexão com a minha bebê. No início foi difícil, fisicamente falando, pois há um período de adaptação do corpo. Busquei me informar bastante para me preparar para esta fase”.

Priscila conta que quando retornou às atividades profissionais teve que se reorganizar e percebeu como os colegas foram extremamente compreensivos. “Minha bebê participa das reuniões e, às vezes, amamento enquanto trabalho. A Lis já foi até carinhosamente apelidada de jovem aprendiz da Quali”, conta. Para ela, estar em um ambiente de trabalho que a permite exercer as duas funções, mãe e profissional, sem escolher entre uma delas, é um privilégio sem igual.

Aline Cristina dos Santos, consultora de Relacionamento e mãe de Manuela, de 7 anos, e Cecília, de 9 meses, segue em fase de amamentação e conta que o home office tem sido essencial. “Após os 6 meses [de licença-maternidade], ao retornar ao trabalho, fui acolhida pela Quali com o benefício de ficar em casa com a minha filha até que ela completasse um ano. Isso foi incrível porque iniciamos a introdução alimentar, que não é nada fácil, e ao trabalhar de casa essa transição se tornou mais leve”, afirma.

Outra beneficiada foi Nataly Padovezzi, analista de Produtos e mãe da Beatriz, de 7 meses. “Eu pretendo continuar amamentando pelo menos até minha filha completar um ano e estava muito preocupada sobre como seria tendo que retornar ao presencial, porém, graças ao home office, estou conseguindo conciliar o trabalho e continuar amamentando. Também tive apoio da assistente social da Companhia para que pudesse lidar com esse desafio”, diz.

Além das iniciativas da empresa, as mães são unânimes em reforçar a importância de respeitar as escolhas e individualidade de cada mulher. “A amamentação é exclusiva, é preciso respeitar o seu processo e ser gentil consigo. Temos que nos lembrar sempre que somos as melhores mães que os nossos bebês têm”, finaliza a consultora da Qualicorp.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior
Oportunidades e desafios com o uso da inteligência artificial na área da saúde
Christianne Piola, superintendente Comercial da Galcorr Corretora de Seguros / Foto: Divulgação

Oportunidades e desafios com o uso da inteligência artificial na área da saúde

“Tecnologia otimiza algumas tarefas, mas não deve substituir o trabalho

Próximo
CORPe Saúde anuncia Emerson Rogério como novo gerente Comercial nas regiões Norte e Nordeste
Vanessa Nascimento, Dirceu Canal, Emerson Rogério, Claudio Pardal e Manoel Fontes / Foto: Divulgação

CORPe Saúde anuncia Emerson Rogério como novo gerente Comercial nas regiões Norte e Nordeste

Eecutivo é grande nome no mercado de saúde e se junta à equipe comercial para

Veja também