Saia do vermelho: 5 dicas para juntar dinheiro em 2023

Saia do vermelho: 5 dicas para juntar dinheiro em 2023 / Foto: Towfiqu Barbhuiya / Unsplash Images
Foto: Towfiqu Barbhuiya / Unsplash Images

Ficar sem dinheiro é sempre um motivo de ansiedade, no entanto, pode ser evitado com algumas dicas, como explica a especialista Nátaly Zamaro

Um dos maiores desesperos de muitos brasileiros é abrir sua conta bancária e se deparar com seu saldo negativado. A sensação é de angústia, ansiedade e muitas vezes arrependimento. No entanto, é possível conciliar os gastos e evitar ficar no vermelho com algumas mudanças de práticas e hábitos.

O endividamento é um problema grave no Brasil, para se ter uma ideia, segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor, 77,5% dos brasileiros estão endividados. Os gastos em cartão de crédito é o maior motivo de endividamento, representando 87,0% do total de famílias endividadas no país.

Os motivos que fazem as pessoas ficarem no vermelho são diversos, mas para Nátaly Zamaro, CEO da Spot Finanças, com mais de 10 anos de experiência na área financeira, a falta de planejamento é a principal causa da falta de dinheiro. “Quem não tem o costume de se planejar, acaba gastando de forma livre e muitas vezes, imatura e impulsivamente. Não estamos falando de um planejamento robusto, com fórmulas inteligentes e análises financeiras, mas minimamente um controle. Aquela pessoa que consegue pensar se pode ou não comprar um produto, com certeza tem pelo menos um bloco de notas no celular ou uma bolsinha com tickets de compras guardados”, indica.

No texto abaixo, a especialista mostra 5 maneiras de economizar seu dinheiro em 2023. Confira:

1. Comece hoje seu planejamento financeiro: “Existem planilhas gratuitas na internet que você pode adquirir e inserir todas as informações que precisa. Se necessário, conte com a ajuda de algum amigo ou profissional que entenda do assunto. Falta de educação financeira faz com que as pessoas às vezes nem consigam pensar em planejamento, pois nem sabem por onde começar”, explica.

2. Pense a longo prazo: “Não adianta estruturar seu planejamento financeiro anual se não lembrar das despesas que você tem 1x ao ano em determinado período. Ao fazer um planejamento, lembre-se: no retorno de suas férias, você não tem salário. No início, existem muitas taxas e impostos a pagar. No final do ano, você certamente precisa ter uma verba destinada a presentinhos. Daí sim, entramos num planejamento mais robusto onde a pessoa consegue criar limites para os gastos e sempre procurando uma melhoria contínua”, revela Natály.

3. Trabalhe sua inteligência emocional: “Não entre em desespero. Se você não tem a menor ideia de onde começar a sua estratégia financeira, peça ajuda. Muitas pessoas continuam endividadas por vergonha de pedir auxílio de alguém próximo. Lembre-se: existem mais pessoas no mundo torcendo por você do que querendo seu mal. Precisamos pensar em qual será nosso limite para não se consumir financeiramente sem deixar que isso impacte em nossas vidas. A reserva de emergência é fundamental neste aspecto, inclusive, para não correr o risco daquela pessoa “cair no vício” de compras novamente, é interessante que ela reserve o dinheiro em uma outra conta (ou aplicação)”, aconselha.

4. Pratique o não: “É libertador quando você aprende a falar não. Estamos acostumados a sempre dizer sim e ser prestativos quando o assunto é estar inserido num grupo que gostamos. Mas, fatalmente isso tende a diminuir (e mudar) quando você precisa sair do buraco. Alguém te chamou para sair numa sexta-feira à noite e você está com R$ 10 reais na conta corrente mas tem apenas o limite do cartão de crédito? Diga não. É frustrante, mas passa. Quando você está enfrentando dificuldades por falta de planejamento, a única coisa que você pensa é em dinheiro (e a falta dele). Quando você consegue um respiro, automaticamente se sente livre e isso proporciona algumas outras ações positivas em sua vida onde melhora sua qualidade de tempo e pensamentos”, mostra Zamaro.

5. Poupe seu dinheiro corretamente: A regra é clara: se você esperar sobrar pra poupar, você não poupa. Existe um “racional” bem razoável neste sentido que segue uma ordem cronológica:

• 1ª: assim que receber seu salário, reserve o valor que pague suas contas do mês;

• 2ª: o que sobrar, reserve um pouco para suas contas variáveis;

•  o que sobrar, você poupa.

Isso deve ocorrer ainda nos 5 primeiros dias do mês. Isso significa que no dia 30, você vai ter dinheiro poupado e contas pagas”, finaliza.

Total
0
Shares
Prev
Imposto de Renda 2023: com regras definidas, empreendedor já deve se preparar para declaração
Imposto de Renda 2023: com regras definidas, empreendedor já deve se preparar para declaração / Foto: Ömer Haktan Bulut / Unsplash Images

Imposto de Renda 2023: com regras definidas, empreendedor já deve se preparar para declaração

Com a definição dos perfis isentos pelo Governo Federal, empresas e pessoas

Next
Vale-alimentação é o benefício de maior acesso do trabalhador
Vale-alimentação é o benefício de maior acesso do trabalhador / Foto: Atoms / Unsplash Images

Vale-alimentação é o benefício de maior acesso do trabalhador

Pesquisa da VR aponta que 72% dos trabalhadores recebem vale alimentação,

Veja também