Tempestades de verão chegando: seguradoras cobrem danos aos veículos causados por enchentes ou chuva de granizo?

Tempestades de verão chegando: seguradoras cobrem danos aos veículos causados por enchentes ou chuva de granizo? / Pixabay
Tempestades de verão chegando: seguradoras cobrem danos aos veículos causados por enchentes ou chuva de granizo? / Pixabay

Informações estão disponíveis nas apólices de cada seguro; motoristas precisam ficar atentos às exceções

Com a chegada do verão vêm também os temporais e, consequentemente, o risco de enchentes e chuvas de granizo. Você que tem carro e possui seguro do veículo, já consultou a apólice para saber se ele cobre danos causados por esses fenômenos naturais? Este item pode estar entre as coberturas básicas oferecidas pelas seguradoras, entretanto, é importante checar na apólice para confirmar.

Vale ressaltar, porém, que existem casos em que o seguro pode não cobrir o prejuízo, mesmo que o item desastres naturais esteja descrito na apólice. Se o motorista se arriscar em um alagamento, por exemplo, a seguradora pode alegar que o problema com o veículo foi causado pelo condutor, o que não ocorre se o carro estiver parado na rua e, após uma tempestade, apresentar problemas. Nesta segunda hipótese, o reembolso geralmente está garantido.

Marco Antonio Gonzaga, Head de Seguros do Zul+, aplicativo que facilita a vida de quem dirige, dá dicas sobre como agir nessas situações e como escolher o melhor seguro para cada perfil.

Confira:

O que fazer ao se deparar com uma enchente?

O primeiro ponto é analisar se há carros trafegando no local e a altura onde a água chega neles. Se ela já estiver acima da metade da roda, nem vale a pena correr o risco. Outro fator a se observar é se é possível enxergar o asfalto pois, se ele estiver coberto por água, o motorista não conseguirá ver  buracos ou outras irregularidades no solo e pode ser arriscado passar. O ideal é sempre procurar um lugar alto para aguardar a água baixar. “O mais importante neste caso é não se arriscar e se manter em segurança. A recomendação é nunca entrar em um alagamento, porque além de perigoso, poderá haver negativa de cobertura em caso de sinistro”.

E ao enfrentar uma tempestade de granizo?

Assim como ocorre com a questão das enchentes, o seguro contratado costuma cobrir danos no veículo devido a outros desastres naturais. A chuva de granizo se enquadra nesta categoria. Importante, porém, sempre verificar a apólice do seguro e ver se há exceções.

Em alguns casos, as seguradoras podem entender que o condutor colocou o automóvel em risco, caso ele decida enfrentar uma tempestade ao invés de parar em um local coberto ou em caso de “abandonar” o veículo nessas ocasiões.

O melhor a se fazer é buscar um lugar seguro e esperar a tempestade passar antes de voltar a transitar. Enfrentar uma tempestade de granizo é arriscado, pois as pedras de gelo podem não só amassar o carro como quebrar vidros e atingir os passageiros.

Como definir qual seguro contratar?

Para definir qual seguro contratar, é importante fazer uma cotação para saber preços, o que cada seguradora oferece de cobertura, benefícios, entre outros aspectos. Os valores variam de acordo com a idade do motorista ou de quem eventualmente utiliza o carro, inclusive. Por exemplo, numa família em que o filho ou filha de 20 anos também dirige, haverá uma taxa maior em comparação se o seguro tivesse apenas os pais como usuários do automóvel.

Onde cotar?

Uma dica para quem precisa realizar a cotação é o aplicativo Zul+, plataforma criada para facilitar a vida de quem dirige e que oferece a possibilidade de cotar gratuitamente. É muito simples. Basta instalar o app, cadastrar o carro, clicar na opção seguro e responder algumas informações extras. Após isso, um dos parceiros entrará em contato para apresentar uma proposta.

“Entendemos que esta funcionalidade é muito importante para os motoristas, pois contratar um seguro é uma ótima proteção para o seu patrimônio. Além disso, o aplicativo Zul+ apresenta os telefones de diversas seguradoras, ou seja, quem já contratou, mas teve um contratempo na estrada, é só acessar o app, achar o número para contato e ligar para a seguradora”, diz André Brunetta, CEO de Zul+.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior
Black Friday: despreparo pode ameaçar o sucesso de lojistas, aponta CEO da Magis5
Black Friday: despreparo pode ameaçar o sucesso de lojistas, aponta CEO da Magis5

Black Friday: despreparo pode ameaçar o sucesso de lojistas, aponta CEO da Magis5

Claudio Dias enfatiza o que os lojistas devem fazer para se destacarem na data e

Próximo
O que os mercados dizem sobre o resultado das eleições brasileiras?
O que os mercados dizem sobre o resultado das eleições brasileiras? / Foto: Kaique Rocha / Pexels

O que os mercados dizem sobre o resultado das eleições brasileiras?

Estudo da Allianz Trade mostra que há poucos sinais de estresse nos mercados

Veja também