64% dos brasileiros aguardam a Black Friday para comprar produtos que estavam precisando

64% dos brasileiros aguardam a Black Friday para comprar produtos que estavam precisando/ Foto: Freepik
Foto: Freepik

Pesquisa mostra como os consumidores se preparam para a data anualmente e os itens não essenciais mais desejados

A Black Friday já é considerada uma das maiores datas comerciais do Brasil, ocupando espaço de importância para o comércio com celebrações como o Natal, Dia das Mães e Dia dos Namorados. Tendo sua primeira edição realizada em 2010 no país, a data já é um marco entre os brasileiros, que frequentemente aguardam a Black Friday para realizarem muitas de suas compras. Com grande volume de vendas de produtos eletrônicos, eletrodomésticos, itens de moda e cosméticos, a data promete oferecer vantagens para todos os públicos.

Indo para sua 13ª edição e estando fortemente consolidada no Brasil, a Black Friday trouxe novos costumes de compra, como a prática de pesquisar os preços dos produtos de interesse com antecedência para que se possa fazer uma comparação dos valores posteriormente. Buscando entender os novos hábitos de consumo relacionados à data, o Guia dos Melhores, plataforma de avaliação de produtos, realizou uma pesquisa com brasileiros de todas as idades e regiões do país como forma de compreender com mais detalhes os costumes que se criaram entre os brasileiros acerca da Black Friday.

Inicialmente, um fator importante para a realização das compras de forma segura é a escolha de locais de confiança. Com o crescimento do e-commerce, utilizado cada vez mais em períodos de grande relevância comercial, surgiram também muitos tipos de fraudes voltadas ao universo digital, que utilizam de datas como essa para aplicar golpes em quem não está bem informado e acaba caindo em sites não confiáveis. Sobre o tópico, perguntou-se aos entrevistados como eles escolhem os locais onde farão suas compras na Black Friday.

A grande maioria, que representa 65% dos respondentes, disse realizar suas compras apenas em sites, aplicativos ou redes sociais de lojas ou marcas que já conheça ou que já tenha realizado compras anteriormente; 15% dos perguntados optam por fazerem suas compras apenas em lojas físicas, pois gostam de ver os produtos fisicamente antes de adquiri-los e, com mesma porcentagem, 15% afirmam não terem problemas em comprar em sites desconhecidos, desde que esses pareçam confiáveis.

64% dos brasileiros aguardam a Black Friday para comprar produtos que estavam precisando/ Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Eduardo Scherer, fundador do Guia dos Melhores, analisa a questão da segurança no momento da compra para o consumidor. “Como gestor de um site de avaliação de produtos, sabemos da importância de orientar o público para sites de compras que sejam confiáveis. A Black Friday é uma data com muitas oportunidades de compras que realmente valem a pena, mas é importante estar atento para aqueles descontos atrativos demais, que podem ser uma isca para o consumidor que não esteja atento. A forma mais segura de realizar as compras é a pesquisa antecipada e o cuidado redobrado. Optar por comprar em sites conhecidos é um bom caminho para estar protegido”.

Produtos essenciais ou itens de desejo?

Em relação aos produtos que são adquiridos na Black Friday, 64% dos entrevistados indicaram que suas compras são principalmente de produtos dos quais eles realmente estavam precisando; 32% disseram que, muitas vezes, as compras na data são de produtos que não estavam precisando necessariamente, mas que já desejavam; 23% dos respondentes costuma aguardar para adquirir produtos para os quais se programa para comprar anualmente na data, fazendo um estoque dos itens para consumi-los ao longo dos outros meses, e, para 21%, as compras geralmente são de produtos que não precisavam, mas que acabam adquirindo pelo valor reduzido.

64% dos brasileiros aguardam a Black Friday para comprar produtos que estavam precisando/ Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

“É importante, do ponto de vista do mercado, ver que o consumidor se programa para a Black Friday e que, na maioria das vezes, as compras são planejadas com antecedência. Esse ponto é bastante importante para quem está comprando, como forma de seguir um planejamento de gasto no orçamento, mas também para quem está vendendo, pois é uma questão a ser considerada no momento da criação da estratégia das vendas”, analisa Scherer.

Quanto aos produtos, a Black Friday se mostra como uma boa oportunidade para aquisição de alguns itens que podem não ser essenciais, mas que são artigos de desejo de muitos por trazerem facilidades para o dia a dia. Dentre esses produtos, aqueles que mais possuem intenção de compra ou que mais foram adquiridos na data são a airfryer, que com 37% das respostas ainda se mostra como uma queridinha entre os consumidores; indicada por 26%, na segunda colocação, aparece a Alexa, assistente virtual da Amazon; os fones sem fio foram escolhidos por 25% dos entrevistados; caixas de som por 21%; tablet foi apontado por 20%; aspirador de pó robô foi escolhido por 19% dos respondentes; smartwatches por 17%, e as cafeteiras de cápsula indicadas por 16% dos entrevistados.

 

64% dos brasileiros aguardam a Black Friday para comprar produtos que estavam precisando/ Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

“A Black Friday é um excelente momento para que mais pessoas possam ter acesso à itens que, por mais que não sejam extremamente necessários, trazem facilidade e conforto para a rotina, com o ganho de tempo e de praticidade” comenta Scherer.

Quem espera para comprar na Black Friday

E os consumidores realmente esperam a Black Friday para fazerem suas compras? 33% dos entrevistados disseram que aguardam a Black Friday para fazerem compras apenas quando a data está próxima do momento em que precisa ou deseja um produto; 27% esperam apenas no caso de compras de grande valor; 17% aguardam no caso de produtos que não são de extrema necessidade, e que podem esperar para ver se conseguem comprar por um valor reduzido; 12% disseram não aguardar, pois compram o produto assim que precisam ou tem vontade de adquiri-lo, e apenas 8% dizem que não costumam fazer compras na Black Friday.

64% dos brasileiros aguardam a Black Friday para comprar produtos que estavam precisando/ Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

“É muito interessante analisar como as pessoas inseriram a Black Friday em seus calendários pessoais, e como a data entra no planejamento de compra, especialmente para aqueles produtos de maior valor. Essa adesão pelo público que aguarda as promoções da Black Friday certamente é um dos motivos que faz com que a data, no Brasil, seja uma das mais expressivas do mundo”, afirma Scherer.

Como escolher o melhor produto?

Além do planejamento financeiro e da escolha de uma loja de confiança para realizar as compras, a escolha do modelo do produto que melhor irá contemplar as necessidades do consumidor também é essencial. Neste momento, valem as indicações de amigos, familiares e de perfis em redes sociais, mas é interessante consultar canais especializados na análise e avaliação de produtos, que trazem detalhes sobre as funcionalidades e o custo benefício dos itens.

Quando perguntados sobre o costume de consultar portais que trazem avaliações de produtos, de forma geral, e não apenas na Black Friday, 37% dos entrevistados afirmaram consultar esses portais antes de realizarem suas compras. Os demais respondentes costumam consultar os comentários dos produtos nos próprios sites em que pretendem realizar as compras (18%) ou verificar sites de reclamações para saber a reputação da marca, do produto ou do serviço que pretendem adquirir (17%).

64% dos brasileiros aguardam a Black Friday para comprar produtos que estavam precisando/ Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

“Inserir o hábito de consultar portais especializados na análise de produtos é bastante vantajoso para o consumidor. Muitas vezes, os produtos possuem especificidades que o consumidor nem imagina, que podem ir além ou deixar a desejar dentro do que é esperado. No Guia dos Melhores, buscamos sempre trazer toda a nossa experiência com os produtos testados e a maior quantidade de informações possível. Esperamos que os brasileiros aproveitem a Black Friday de forma estratégica e façam compras vantajosas na data” completa Scherer.

Metodologia

Público: foram entrevistados 500 brasileiros de todos os estados do país, incluindo mulheres e homens, com idade a partir dos 16 anos e de todas as classes sociais.

Coleta: os dados do estudo foram levantados via plataforma de pesquisas online.

Data de coleta: entre os dias 03 e 09 de novembro de 2023.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior
Reajuste da tabela de frete impulsiona soluções de gestão
Reajuste da tabela de frete impulsiona soluções de gestão/ Foto: Unsplash

Reajuste da tabela de frete impulsiona soluções de gestão

Economia obtida com soluções da Sem Parar Empresas pode chegar a 5%, dependendo

Próximo
5 dicas para impulsionar as vendas digitais durante a Black Friday
5 dicas para impulsionar as vendas digitais durante a Black Friday/ Foto: Pexels

5 dicas para impulsionar as vendas digitais durante a Black Friday

Preparação de estoque, descontos e publicidade podem auxiliar o varejo

Veja também