Bola assinada por Neymar e roubada durante os ataques golpistas é devolvida à Câmara

Pablo Valadares / Câmara dos Deputados
Bola autografada por Neymar roubada durante ato golpista é devolvida.
Bola doada à Câmara pelo time do Santos, no centenário do clube

A bola assinada por Neymar está de volta à Câmara dos Deputados. O presente, dado pelo time paulista Santos Futebol Clube, foi roubado durante a invasão da Câmara dos Deputados por radicais defensores de um golpe de estado no dia 8 de janeiro.

A bola foi devolvida à Polícia Militar de Sorocaba, em São Paulo, em seguida repassada para Polícia Federal e por fim entregue ao Departamento de Polícia Legislativa da Câmara, o Depol.

Segundo o diretor-geral da Câmara, Celso de Barros Correia Neto, o retorno do item ao lugar que ocupava desde 2012, quando foi doada, simboliza um avanço para que a instituição volte a funcionar normalmente.

“Este momento de receber esse presente que foi doado à Câmara de uma forma tão solene, tão simbólica, mostra mais um passo na recomposição da nossa estrutura, daquilo que a sociedade espera da Câmara, e do retorno da normalidade institucional”, disse.

O presente foi dado à Câmara pela delegação do time que participou de uma sessão solene em comemoração do centenário do clube, em 10 de abril de 2012.

De acordo com a Folha de S.Paulo, o suspeito confessou ter participado dos ataques e levado a bola. Ele foi ouvido e em seguida liberado, já que não havia flagrante ou mandado de prisão em aberto contra ele.

Pablo Valadares / Câmara dos Deputados
Celso de Barros (E) recebe a bola do diretor substituto da Polícia Legislativa, Barros Neto
Celso de Barros (E) recebe a bola do diretor substituto da Polícia Legislativa, Barros Neto

Infratores
O Depol já identificou mais de 40 infratores e está trabalhando na identificação de todos que invadiram a Câmara.

Com a recuperação da bola, ainda falta encontrar um item dos que foram levados no dia 8 de janeiro: uma pérola presenteada pelo ministro das Relações Exteriores e vice-primeiro-ministro do Estado do Catar, Mohammed bin Abdulrahman Al-Thani, ao então presidente da Câmara, Rodrigo Maia, em 8 de setembro de 2019.

Artigo Original: Agência Câmara Notícias

Total
0
Shares
Prev
Líder do PDT defende mudanças na economia para estimular investimentos e empregos

Líder do PDT defende mudanças na economia para estimular investimentos e empregos

Wesley Amaral/Câmara dos Deputados André Figueiredo: “O Brasil parou nos últimos

Next
Arthur Lira defende que não haja mudança nos quadros eleitos para a Câmara

Arthur Lira defende que não haja mudança nos quadros eleitos para a Câmara

Claiton Biaggi Arthur Lira espera que não haja interferência do STF na

Veja também