Quinzena do Seguro

Carnaval 2023: fique atento aos cuidados necessários para pegar a estrada neste feriadão

Após dois anos sem a mais tradicional festa popular do Brasil, os foliões voltam a encher as ruas para o carnaval neste ano. No entanto, no que diz respeito a pegar a estrada para viajar no feriado, é preciso ficar atento aos cuidados necessários para chegar em segurança ao destino. Depois do desaceleramento da pandemia em 2022, o número de colisões e mortes voltou a crescer nesse período, segundo dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

No ano passado, foram registrados 1.157 acidentes em rodovias federais no período de carnaval, segundo a PRF. Esse número é 6,43% maior do que as colisões registradas em 2021 (1.087). A quantidade de mortes também aumentou em 2022 (107 óbitos) em comparação com o ano anterior (90 óbitos).

No entanto, quando comparado com as estatísticas de 2020, o ano de 2022 registrou menos acidentes. No último carnaval com foliões nas ruas, o número de colisões registradas pela PRF foi de 1.242. Mas, o número de óbitos no ano passado foi superior ao apontado pela PRF em 2020, 107 ante 91 mortes, respectivamente. O gerente executivo de estatística e pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT), Jefferson Cristiano, aponta que, apesar da redução no número de acidentes, o que preocupa é a fatalidade dessas colisões.

“As ocorrências estão cada vez mais violentas. O que também chama bastante atenção é que os motoristas estão se sentido cada vez mais seguros, principalmente por conta da segurança que os veículos têm oferecido, temos ABS, temos ABR e temos airbags também, que trazem aquela falsa sensação de segurança ao motorista”, afirma Cristiano.

Entre as rodovias federais mais perigosas, de acordo com dados disponibilizados pela PRF, estão as BR-101 e BR-116, que se destacam também por serem as maiores rodovias do país, pois cortam vários estados brasileiros. No carnaval de 2022, foram registradas 220 colisões na BR-101 e 146 acidentes na BR-116. No mesmo período, os estados com mais ocorrências nas rodovias foram Santa Catarina (152), Paraná (141) e Minas Gerais (127).

Cuidados necessários

Por conta das fortes chuvas no sudeste do país, estados da região estão em alerta para ocorrência de mais tempestades, especialmente Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro. O governo federal decretou situação de emergência em sete municípios dessas unidades da federação por conta das chuvas intensas, são eles: Bom Jesus do Norte (ES), Mimoso do Sul (ES), Baependi (MG), Imbé de Minas (MG), Mendes Pimentel (MG), Engenheiro Paulo de Frontin (RJ) e São Francisco de Itabapoana (RJ).

O assessor da Agência Nacional das Empresas de Transporte Rodoviário de Passageiros (Anatrip) Gabriel Oliveira informa que tanto motoristas de ônibus interestaduais quanto condutores de veículos particulares devem seguir todas as normas de trânsito e respeitar as sinalizações da via para ter uma viagem tranquila e curtir o feriado prolongado.

“A recomendação da Anatrip para os motoristas fazerem uma viagem segura, primeiramente, é o respeito à velocidade das vias e um aumento da atenção em pontos de risco. Essas são medidas essenciais na construção de uma direção defensiva, que priorize a segurança”, indica Oliveira.

Operação Carnaval

Durante o feriado, a PRF vai realizar a Operação Carnaval nas rodovias federais de todo o país. A operação faz parte da última etapa da Operação Rodovida 2022/2023. A fiscalização começa na sexta-feira (17) e se estenderá até a quarta-feira de cinzas (22). O objetivo é garantir a segurança viária nos deslocamentos de motoristas e passageiros pelas rodovias federais, que aumentam no período de carnaval. As rodovias com mais registros de acidentes terão fiscalização intensificada.

Confira dicas da PRF para pegar a estrada em segurança:

]]>
Via: Brasil61

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Prev
Clube da Bolinha-RJ abre os trabalhos rumo aos 70 anos de fundação
De pai para filho, esse é o segredo do sucesso do Clube da Bolinha. Há sete décadas gerações se renovam e se unem para celebrar a amizade construída no mercado de seguros. Na foto, Nilo Moraes, decano do Clube, entrega o brinde ao aniversariante do mês ao seu filho, Ricardo Moraes / Foto: Divulgação

Clube da Bolinha-RJ abre os trabalhos rumo aos 70 anos de fundação

Além das tratativas para as comemorações, três novos Bolinhas receberam o

Next
Carnaval 2023: festa deve movimentar R$ 8,18 bi na economia

Carnaval 2023: festa deve movimentar R$ 8,18 bi na economia

O carnaval de 2023 deve movimentar R$ 8,18 bilhões em receitas

You May Also Like