Dois furtos ou roubos de celulares registrados a cada minuto no Brasil

Dois furtos ou roubos de celulares registrados a cada minuto no Brasil / Foto: Porapak Apichodilok / Pexels
Dois furtos ou roubos de celulares registrados a cada minuto no Brasil / Foto: Porapak Apichodilok / Pexels

Especialista comenta crescente importância do seguro para celular nas grandes cidades

Em face do aumento dos casos de roubo e furto de celulares em grandes cidades como São Paulo, a relevância do seguro celular tem se destacado mais do que nunca. As estatísticas não mentem – um estudo divulgado em 20 de julho pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública mostrou um aumento de 16,6% em furtos e roubos de celulares no Brasil em 2022, somando aproximadamente 999 mil ocorrências, ou dois aparelhos roubados a cada minuto.

“O seguro celular é uma medida essencial para proteger os clientes da Porto em diversas situações, oferecendo ampla cobertura e garantindo segurança e tranquilidade em relação ao seu dispositivo”, afirma Edgar Navarro, gerente do produto Celular da Porto Seguro.

Os planos da Porto Seguro abrangem uma ampla gama de eventualidades, desde danos acidentais até furtos e roubos. São quatro opções de planos, incluindo Quebra Acidental, Roubo, Quebra + Roubo e Quebra + Roubo + Furto Simples. “Esses serviços podem ser contratados separadamente ou em conjunto, depende da necessidade que cada pessoa percebe para atendê-la”, explica Navarro.

Detalhes dos planos

  • Quebra Acidental (cobre danos por quebra acidental, oscilações de energia, curto-circuito, oxidação causadas por água ou qualquer líquido);
  • Roubo (cobertura de roubo e furto mediante arrombamento);
  • Quebra + Roubo (Cobre danos por quebra acidental, oscilações de energia, curto-circuito, oxidação causadas por água ou qualquer líquido, roubo e furto mediante arrombamento);
  • Quebra + Roubo + Furto Simples (quebra acidental, oscilações de energia, curto-circuito, oxidação causadas por água ou qualquer líquido, roubo e furto mediante arrombamento).

Preço do seguro

O preçodo seguro é determinado com base em uma variedade de fatores, incluindo o perfil do cliente, marca e modelo do telefone, condições do aparelho e as coberturas contratadas. Os pagamentos podem ser facilitados em até 12 parcelas sem juros.

Em resposta ao aumento da demanda por seguro para celular, a Porto está trabalhando em um processo de expansão do produto. “Estamos trabalhando para que o seguro celular passe a ser reconhecido como um item de proteção essencial para os aparelhos”, comenta Navarro.

Importância da proteção para celulares

Os dados fornecidos pela Porto Seguro evidenciam a urgência do problema. São Paulo lidera a lista das cidades com mais contratações de seguro celular, com 30% dos casos de furtos registrados em todo o país. Em 2023, foram registrados 116,6 mil casos de furtos e roubos de celulares apenas nos primeiross seis meses do ano.

Em relação aos bloqueios de aparelhos, dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), apontam um aumento de 7% no número de pedidos em 2022, com quase um milhão de solicitações, enfatizando a importância da proteção de telefones móveis.

Para aqueles que precisam acionar seu seguro celular em caso de roubo, o processo começa com o registro de um Boletim de Ocorrência, seguido pelo acionamento do seguro no site ou aplicativo da Porto.

Com o aumento dos roubos e furtos de celulares, e o consequente crescimento na demanda por seguros, fica claro que o seguro celular se tornou uma necessidade na era digital, em vez de um luxo opcional.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior
Lucro da MAPFRE no 1º semestre cresce 172% no Brasil e alcança € 120 milhões
Lucro da MAPFRE no 1º semestre cresce 172% no Brasil e alcança € 120 milhões / Foto: Divulgação

Lucro da MAPFRE no 1º semestre cresce 172% no Brasil e alcança € 120 milhões

Emissão de prêmios supera € 2,4 bilhões no Brasil, uma alta de 9,4%; Lucro

Próximo
Os possíveis reflexos do Censo 2022 no segmento de consórcio
Tatiana Schuchovsky Reichmann, CEO da Ademicon / Foto: Divulgação

Os possíveis reflexos do Censo 2022 no segmento de consórcio

Confira artigo de Tatiana Schuchovsky Reichmann, CEO da Ademicon

Veja também