Grupo Bradesco Seguros

Em setembro, Índice Nacional da Construção Civil foi de 0,44%

O custo nacional da construção, por metro quadrado, que em agosto fechou em R$ 1.661,85, passou em setembro para R$ 1.669,19, sendo R$ 999,96 relativos aos materiais e R$ 669,23 à mão de obra.

A parcela dos materiais foi de 0,53%, percentual inferior ao do mês anterior (0,69%) e também ao de setembro de 2021 (1,21%), em 0,16 e 0,68 pontos percentuais respectivamente. A taxa de setembro foi a segunda menor de 2022, superando apenas o índice de março.

Já a parcela da mão de obra, com taxa de 0,31%, caiu 0,11 ponto percentual em relação ao mês anterior (0,42%), com apenas um acordo coletivo observado no período. Comparando com setembro do ano anterior (0,40%), houve queda de 0,09 ponto percentual.

Os acumulados no ano foram: 9,89% (materiais) e 10,73% (mão de obra). Já os acumulados em doze meses ficaram em 13,99% (materiais) e 11,80% (mão de obra), respectivamente.

Região Sul tem a maior variação mensal

Com acordo coletivo firmado em Santa Catarina e alta na parcela dos materiais nos três estados, a Região Sul ficou com a maior variação regional em setembro, 0,95%.

As demais regiões apresentaram os seguintes resultados: 0,52% (Norte), 0,42% (Nordeste), 0,27% (Sudeste), e 0,42% (Centro-Oeste).

Os custos regionais, por metro quadrado, foram: R$ 1.653,98 (Norte); R$ 1.556,52 (Nordeste); R$ 1.737,19 (Sudeste); R$ 1.745,74 (Sul) e R$ 1.683,10 (Centro-Oeste).

Maior alta foi em Santa Catarina

Com alta na parcela de materiais, e reajuste observado nas categorias profissionais, Santa Catarina foi o estado com a maior variação mensal, 2,80%.

O Sinapi, criado em 1969, tem como objetivo a produção de informações de custos e índices de forma sistematizada e com abrangência nacional, visando a elaboração e avaliação de orçamentos, como também acompanhamento de custos.

SINAPI – setembro de 2022
Com
desoneração da folha de pagamento de empresas do setor

ÁREAS GEOGRÁFICAS CUSTOS MÉDIOS NÚMEROS ÍNDICES VARIAÇÕES PERCENTUAIS
R$/m2 JUN/94=100 MENSAL NO ANO 12 MESES
BRASIL 1669,19 835,50 0,44 10,22 13,11
REGIÃO NORTE 1653,98 824,04 0,52 9,79 14,99
Rondônia 1738,73 969,64 0,68 16,06 18,50
Acre 1796,91 953,52 1,10 11,35 16,30
Amazonas 1639,92 802,83 0,71 12,51 15,65
Roraima 1703,45 707,47 0,76 8,26 15,71
Pará 1616,98 775,39 0,26 6,36 13,26
Amapá 1589,49 772,00 0,37 11,35 14,53
Tocantins 1734,52 911,91 0,72 13,82 18,28
REGIÃO NORDESTE 1556,52 840,61 0,42 9,73 12,28
Maranhão 1572,93 828,75 0,70 9,68 13,12
Piauí 1504,45 999,78 0,41 8,65 12,17
Ceará 1542,54 891,03 0,88 10,55 12,47
Rio Grande do Norte 1533,42 772,85 0,83 16,23 18,90
Paraíba 1571,88 869,18 0,50 9,57 12,06
Pernambuco 1536,01 821,27 0,20 11,12 13,88
Alagoas 1471,20 734,96 0,77 8,20 11,17
Sergipe 1463,49 777,66 0,66 8,52 11,57
Bahia 1604,45 849,34 -0,01 8,03 10,13
REGIÃO SUDESTE 1737,19 831,65 0,27 10,48 13,14
Minas Gerais 1619,95 891,54 0,37 10,52 11,90
Espirito Santo 1548,01 858,70 -0,11 9,99 13,98
Rio de Janeiro 1839,08 838,14 0,22 9,78 13,24
São Paulo 1782,14 804,92 0,27 10,80 13,76
REGIÃO SUL 1745,74 834,92 0,95 9,47 11,52
Paraná 1723,58 824,23 0,11 9,56 11,69
Santa Catarina 1880,86 1018,50 2,80 9,86 11,54
Rio Grande do Sul 1652,71 750,11 0,44 8,81 11,15
REGIÃO CENTRO-OESTE 1683,10 859,24 0,42 11,96 15,85
Mato Grosso do Sul 1668,47 784,82 0,35 11,92 15,55
Mato Grosso 1686,99 962,33 0,87 14,83 17,49
Goiás 1667,86 880,93 0,11 12,29 16,19
Distrito Federal 1709,22 754,80 0,28 7,94 13,43

SINAPI – setembro de 2022
Sem desoneração da folha de pagamento de empresas do setor

ÁREAS GEOGRÁFICAS CUSTOS MÉDIOS NÚMEROS ÍNDICES VARIAÇÕES PERCENTUAIS
R$/m2 JUN/94=100 MENSAL NO ANO 12 MESES
BRASIL 1772,09 886,36 0,44 10,24 13,01
REGIÃO NORTE 1747,32 870,73 0,49 9,65 14,84
Rondônia 1840,30 1026,16 0,64 15,81 18,09
Acre 1893,53 1005,14 1,02 11,06 15,77
Amazonas 1736,72 850,45 0,65 12,58 15,59
Roraima 1804,02 749,12 0,75 7,83 15,41
Pará 1704,90 817,14 0,25 6,04 13,11
Amapá 1683,42 817,60 0,35 11,35 14,37
Tocantins 1832,93 963,97 0,70 14,17 18,41
REGIÃO NORDESTE 1647,10 889,76 0,40 9,81 12,23
Maranhão 1665,13 877,47 0,67 9,67 12,97
Piauí 1588,67 1055,53 0,39 8,62 11,96
Ceará 1630,05 941,04 0,84 10,58 12,37
Rio Grande do Norte 1622,40 817,53 0,79 16,33 18,85
Paraíba 1665,92 921,07 0,44 9,55 11,91
Pernambuco 1626,46 869,65 0,19 11,18 13,79
Alagoas 1554,30 776,81 0,76 8,40 11,22
Sergipe 1546,06 821,68 0,62 8,84 11,77
Bahia 1698,91 898,47 -0,02 8,12 10,10
REGIÃO SUDESTE 1849,80 885,04 0,29 10,57 13,18
Minas Gerais 1713,30 942,51 0,35 10,58 11,87
Espirito Santo 1640,48 910,04 -0,10 9,95 13,87
Rio de Janeiro 1962,81 895,04 0,19 9,72 13,09
São Paulo 1903,47 859,62 0,32 10,96 13,85
REGIÃO SUL 1862,28 890,48 0,98 9,57 11,46
Paraná 1842,14 880,76 0,11 9,73 11,60
Santa Catarina 2013,34 1090,31 2,89 9,86 11,49
Rio Grande do Sul 1750,52 794,67 0,46 8,90 11,09
REGIÃO CENTRO-OESTE 1778,78 908,00 0,38 11,74 15,44
Mato Grosso do Sul 1766,25 830,03 0,34 11,88 15,30
Mato Grosso 1777,50 1014,00 0,78 14,33 16,84
Goiás 1766,06 932,12 0,09 12,18 15,85
Distrito Federal 1806,88 798,14 0,27 7,85 13,25

Via: IBGE

Total
0
Shares
Anterior
Projeto estabelece cobrança de imposto de importação sobre remessa do exterior decorrente de vendas pela internet

Projeto estabelece cobrança de imposto de importação sobre remessa do exterior decorrente de vendas pela internet

Vinicius Loures/Câmara dos Deputados Félix Mendonça Júnior, autor da proposta O

Próximo
Projeto dá prazo extra de 60 dias para motorista renovar CNH

Projeto dá prazo extra de 60 dias para motorista renovar CNH

Paulo Sérgio/Câmara dos Deputados José Nelto: renovação da carteira pode custar

Veja também