Expansão pelo Brasil: CORPe Saúde quer dobrar volume de vendas em 2023

Claudio Pardal, diretor Comercial da CORPe Saúde / Foto: Divulgação
Claudio Pardal, diretor Comercial da CORPe Saúde / Foto: Divulgação

Administradora de benefícios encerrou 2022 com 43 operadoras parceiras e atuação em 19 estados

“Chegou o momento de prepararmos a plantação para a colheita”, afirma Claudio Pardal, diretor Comercial da CORPe Saúde. Nos últimos dois anos, a administradora de benefícios que atuava com nove operadoras basicamente em São Paulo, Grande São Paulo e Volta Redonda (RJ), chegou a 43 operadoras e atuação em 19 estados brasileiros com seguros saúde e/ou odonto. Segundo o diretor, em 2023 o foco é crescimento, não tanto em território – mesmo surgindo novas parcerias – mas em evolução na produção de cada uma delas.

Foram parcerias com operadoras de todos os portes para atender todos os perfis de clientes, mas entre elas Pardal destaca a entrada da Hapvida, no fim de 2022. “A parceria com a Hapvida é realmente relevante. Muito provavelmente na metade deste ano teremos alcançado a produção de todo o ano de 2022”, declara. “Mas empresas de todos os portes irão nos ajudar nesta evolução. No ano passado, tivemos algumas boas surpresas como a Qsaúde, em São Paulo, Oeste Saúde, em Presidente Prudente (SP), Ativia Saúde, no Vale do Paraíba (SP), a Plano Brasil Saúde, em Natal (RN), a Angeli Planos de Saúde (Hospital Angelina Caron), em Curitiba (PR) e a Humana Saúde, em Londrina e Maringá (PR). Em todas essas estamos com excelentes resultados, acima do esperado. Apesar de focar nas que já estão em funcionamento, já estamos trabalhando em mais aberturas como, por exemplo, a recente chegada da Unimed Nacional ao nosso portfólio, além da expansão do sucesso da Plano Brasil em Natal, também, para João Pessoa. Chegou a hora de ‘regar’ algumas operações para que cresçam mais e em outras vamos começar a colher”.

Para o diretor, relacionamento com operadoras é fundamental. “Não adianta ter corretores, ter sistemas, ter pessoas interessadas em plano de saúde, se não tiver operadoras. Esse é o principal link que precisamos consolidar, portanto, precisamos ter bom acesso a elas”, diz. Ele conta que a empresa apostou mesmo em operadoras pequenas e em corretores que não tinham tanta produção em saúde. “Apostamos também nos pequenos, porque acreditamos no seu potencial de gerar volume. Fizemos um trabalho com corretores que estavam mais afastados, enquanto outras administradoras não olhavam para este pessoal, conseguimos que trouxessem quantidade relevante de vidas”.

A CORPe Saúde completa 10 anos de atuação em fevereiro, mas cresceu exponencialmente nos dois últimos. “O ano de 2022 foi muito marcante na história da empresa, tivemos mudança de gestão, de nome e de cultura. A CORPe passou a ter uma gestão muito mais participativa, onde todos os funcionários contribuem, buscam e se beneficiam dos resultados”.

“No último ano intensificamos o trabalho de semeadura e agora não tem mais jeito: ou decolamos ou acabou a pista”, resume Pardal. “Temos feito um trabalho bastante consistente, principalmente porque estamos atingindo a base da pirâmide. Quando trabalhamos mirando no topo há um número limitado de possibilidades, mas quando trabalhamos a base as possibilidades são enormes, ainda mais se considerarmos que temos, ainda, praças cujo potencial absoluto ainda não conhecemos, são lugares pouco explorados, onde temos tido grandes surpresas. Contratamos profissionais locais para nos ajudar na expansão, que conhecem o funcionamento do mercado, e com isso ganhamos muitos meses de operação. Adquirimos muita musculatura para agora focar no crescimento da produção, aproveitando o bom momento de conscientização dos brasileiros em relação à importância do seguro saúde, especialmente pós-pandemia”.

Total
0
Shares
Prev
TC anuncia PH Feres como Vice-Presidente
TC comunica alteração da denominação social da companhia / Reprodução

TC anuncia PH Feres como Vice-Presidente

Pedro Henrique Feres, que chegou à Companhia como responsável pela integração de

Next
MAG Fundos de Pensão vai gerir a previdência complementar dos servidores públicos de Salvador, RJ e BH
MAG Fundos de Pensão vai gerir a previdência complementar dos servidores públicos de Salvador, RJ e BH / Foto: Rachel Claire / Pexels

MAG Fundos de Pensão vai gerir a previdência complementar dos servidores públicos de Salvador, RJ e BH

Grupo MAG celebra número de municípios atendidos por Fundos de Pensão

Veja também