Quinzena do Seguro

Funcional Health Tech quer proporcionar melhor experiência ao usuário e contribuir com a sustentabilidade do sistema de saúde no Brasil

Cristiane Giordano, CEO da Funcional Health / Divulgação
Cristiane Giordano, CEO da Funcional Health / Divulgação

Com mais de 20 anos de expertise, propósito da empresa é facilitar a jornada do usuário por meio de tecnologia e data analytics

O mercado de saúde brasileiro conta com uma cadeia complexa, seja pública ou privada. Para todo este setor seguir trabalhando e trazendo inovações constantes, a Funcional Health Tech atua fornecendo soluções que permitem a melhor experiência dos usuários e mais eficiência na gestão da saúde, tudo isso baseado em soluções que unem tecnologia e uso inteligente de dados. De acordo com um levantamento realizado pela plataforma Sling Hub, que mapeia dados de startups na América Latina, até o dia 30 de outubro de 2021 o segmento de Health Techs captou 344,3 milhões de dólares em investimentos.

No ecossistema da Funcional Health Tech estão indústrias farmacêuticas, médicos, laboratórios de exames, hospitais, farmácias, distribuidoras, operadoras e corretoras de saúde, além dos empregadores, responsáveis por 80% das pessoas que têm plano de saúde no Brasil.

“Somos um dos ecossistemas de saúde mais completos no Brasil, e sabemos que podemos contribuir ainda mais para melhorar a saúde das pessoas. O Brasil tem um sistema de saúde complexo e tecnologia e dados são fundamentais para promover a sustentabilidade deste sistema”, explica Cristiane Giordano, CEO da Funcional Health.

Hoje, a empresa já conta com mais de 400 clientes entre indústria farmacêutica, saúde suplementar, drogarias e empregadores. O objetivo é proporcionar uma jornada omnichannel de acesso e adesão a diagnóstico e tratamento, bem como usar toda sua base dados de mais de 13 milhões de vidas para maximizar resultados e personalizar o relacionamento com o usuário.

Além dos consumidores, a Funcional trabalha com mais de 44 mil farmácias cadastradas em suas soluções de acesso a medicamentos, assim como as maiores redes de diagnóstico do país como Dasa, Fleury, Hermes Pardini, Gene One, entre outros, para acesso a diagnóstico. Desta forma, ao se cadastrar nos Programas da Funcional, o paciente pode usufruir da melhor rede de atendimento de saúde do Brasil, tudo conectado através de alta tecnologia.

Na unidade de Health Analytics, a Funcional capta, trata e enriquece os dados de mais de sete milhões de vidas de usuários de planos de saúde. Este grande data lake possibilita o desenvolvimento de soluções que ajudam operadoras, corretoras e a indústria farmacêutica a serem mais efetivos na gestão de saúde.

Com mais de 500 colaboradores, a Funcional Health Tech possui um time de especialistas em saúde, inovação e tecnologia com foco na experiência do cliente, seja ele quem for no ecossistema de saúde.

Nos 20 anos de história, a jornada da empresa também foi marcada por aquisições que potencializaram sua eficiência operacional, proporcionando contato com outros atores do mercado ou complementando a base de dados da Funcional. Entre as principais aquisições estão a Fidelize (grande responsável pela integração sistêmica entre varejo e distribuição), a Prospera (consultoria regulatória e atuarial para operadoras e corretoras de saúde) e, por último, a BCare (player de maior crescimento em Programas de Suporte a Pacientes).

“Nosso foco para o segundo semestre de 2022 é melhorar ainda mais nossa eficiência operacional nos produtos atuais, mas também lançar novos produtos de dados, buscando parcerias estratégicas que melhorem a experiência dos usuários de saúde”, comenta Cristiane..

Total
0
Shares
Prev
Workflow: 4 passos para otimizar a sua rotina de trabalho
Bruna Amaral Castro, Business Product Manager da Zeev / Divulgação

Workflow: 4 passos para otimizar a sua rotina de trabalho

Entender os processos dentro de uma organização permite que o fluxo de trabalho

Next
Nova lei substitui fiscalização agropecuária por autocontrole dos produtores

Nova lei substitui fiscalização agropecuária por autocontrole dos produtores

Mateus Pereira/GOVBA Empresas devem criar próprio modelo de defesa sanitária Foi

Veja também