Furtos de celulares disparam no país: 25 estados e Distrito Federal têm aumento

Henrique Volpi, CEO da Kakau Tech / Foto: Divulgação
Henrique Volpi, CEO da Kakau Tech / Foto: Divulgação

Paraíba é o Estado que mais cresceu em número de furtos de celulares, com 157% de expansão

O Brasil está enfrentando um preocupante aumento nos furtos de celulares, com 25 estados e o Distrito Federal registrando um crescimento alarmante nos índices de crimes dessa natureza. Os dados divulgados recentemente pelo “Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2023” revelam um cenário de preocupação que merece a atenção tanto de cidadãos como das instituições.

Segundo dados coletados e analisados pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública durante o ano de 2022 em relação ao ano anterior, os criminosos têm visado com maior frequência os dispositivos móveis, prejudicando não apenas as vítimas, mas também a sociedade como um todo.

Os estados que registraram os maiores aumentos nos furtos de celulares em 2022 em relação ao ano anterior foram Paraíba (157,7%), Bahia (132,2%), Rio de Janeiro (109,3%), Sergipe (78,5%) e Pernambuco (49,3%). Em contrapartida, o número de roubos de celulares caiu em 19 estados e apenas 7 registraram crescimento. São eles: Bahia (51,1%), Rondônia (16,5%), São Paulo (15,4%), Paraná (12,5%), Rio de Janeiro (9,4%), Rio Grande do Sul (7,5%) e Distrito Federal (1,8%).

“Não se trata apenas do impacto econômico, mas também dos danos sociais que o furto do celular acarreta. Muitos brasileiros utilizam seus aparelhos para trabalho, estudos e comunicação, tornando esses dispositivos essenciais em suas vidas cotidianas”, explica Henrique Volpi, CEO da Kakau, plataforma digital que utiliza tecnologia de inteligência artificial para entregar resultados mais precisos no segmento de seguros.

Marcas favoritas

Um estudo conduzido pela empresa de consultoria B4Risk investigou as marcas preferidas pelos criminosos em São Paulo, revelando que a Samsung é a mais visada pelos ladrões, devido à sua grande popularidade no mercado de smartphones. Já a Apple alcançou a segunda posição, subindo do terceiro lugar na lista de roubos e furtos em 2022, possivelmente devido ao alto valor de mercado dos iPhones.

Adicionalmente, o levantamento revelou que cerca de 60% dos furtos e roubos ocorrem durante a noite, entre quinta-feira e domingo, principalmente em vias públicas, totalizando 72,98% dos casos.

Mas, aos poucos, a conscientização da importância da proteção dos aparelhos vem aumentando. A Kakau testemunhou um crescimento de 466% até setembro de 2023 nas apólices, em relação ao ano anterior, refletindo uma tendência crescente na região Sudeste do Brasil.

“A importância da proteção do celular com um seguro não pode ser subestimada, especialmente no cenário atual, em que nossos smartphones são praticamente uma extensão de nós mesmos. Além disso, quero reforçar que o seguro da Kakau para celulares oferece diversas vantagens, entre elas: não tem carência, a contratação é feita totalmente na web e é liga e desliga”, conta o CEO da Kakau Seguros.

Paraíba é o Estado que mais cresceu em número de furtos de celulares, com 157% de expansão / Foto: Divulgação
Paraíba é o Estado que mais cresceu em número de furtos de celulares, com 157% de expansão / Foto: Divulgação

Responsabilidade compartilhada

No cenário atual, em que os smartphones desempenham um papel central na vida de todos, a segurança pessoal e a proteção são mais importantes do que nunca. Com o uso cada vez maior desses dispositivos, é fundamental lembrar que a segurança digital é uma responsabilidade compartilhada.

Uma pesquisa recente realizada pela Opinion Box em 2023 revelou que os brasileiros continuam a demonstrar um receio significativo de utilizar seus smartphones fora de casa: 83% dos entrevistados relataram evitar expor os dispositivos em público, indicando que a preocupação com a segurança permanece inalterada em relação ao ano anterior.

No entanto, é notável que os brasileiros têm experimentado uma sensação crescente de segurança, especialmente no transporte público. Nos trens, a proporção de pessoas que evitam expor seus dispositivos caiu de 30% para 22%. Nos ônibus, houve uma diminuição de 55% para 48%, enquanto no metrô, a proporção caiu de 34% para 27%.

“Mas será que essa redução na preocupação é justificada? O crescente uso de smartphones requer uma atenção constante à segurança pessoal”, finaliza Henrique Volpi.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior
Copart divulga os 10 veículos de luxo mais arrematados em leilões online
Copart divulga os 10 veículos de luxo mais arrematados em leilões online / Foto: Kaboom Pics / Unsplash Images

Copart divulga os 10 veículos de luxo mais arrematados em leilões online

Entre os meses de julho a setembro de 2023, modelos da marca Jeep representaram

Próximo
Livros de educação financeira que você deveria ler
Livros de educação financeira que você deveria ler / Foto: Towfiqu Barbhuiya / Unsplash Images

Livros de educação financeira que você deveria ler

Veja também