Fusões e aquisições são benéficas para as empresas?

Alberto Vargas, formado em Master Business Administration pela Universidade de Warwick na Inglaterra / Foto: Divulgação
Alberto Vargas, formado em Master Business Administration pela Universidade de Warwick na Inglaterra / Foto: Divulgação

Confira artigo de Alberto Vargas, formado em Master Business Administration pela Universidade de Warwick na Inglaterra

As organizações podem se beneficiar de fusões e aquisições ao buscar sinergias possíveis, especialmente aquelas que buscam aumentar sua escala por meio dessas transações. Dentro disso, as fusões e aquisições podem acelerar a eliminação de despesas desnecessárias, evitando redundâncias de recursos quando as empresas são integradas em uma única plataforma.

Alguns fatores como as mudanças nos indicadores macroeconômicos, taxas de juros e inflação, podem dificultar o crescimento orgânico, o que potencializa o cenário de fusões. Existem também outros motivos para a realização de fusões, dentre eles:

  • A crescente busca por modernização digital, levando as companhias a se alinharem com as startups, que trazem soluções inovadoras para as etapas principais da jornada do cliente;
  • O foco crescente na redução de despesas, levando as empresas a considerar a consolidação de operações e a simplificação de processos por meio do desinvestimento em negócios não essenciais.

Além disso, as companhias tendem a atualizar suas listas de possíveis alvos para aquisições de acordo com suas estratégias de crescimento e trabalhar com desenvolvimento corporativo e consultores para identificar oportunidades de eliminação de negócios não lucrativos ou não essenciais.

Como cuidar da saúde financeira de uma empresa?

Diante do cenário de aquecimento para fusões e o foco na redução de despesas – que envolve até mesmo o uso de inteligência artificial –, saber realizar um planejamento financeiro empresarial é primordial para qualquer negócio.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 48% das empresas brasileiras fecham em até três anos. O principal motivo é a gestão ineficiente. A elaboração de uma estruturação financeira não é somente guardar dinheiro, é um conjunto de ações que propõe compreender e gerenciar os recursos financeiros da organização, com o objetivo de melhorar os resultados e trazer segurança.

Uma gestão financeira eficiente é uma parte crucial de qualquer organização, independentemente de seu tamanho ou setor de atuação. O planejamento financeiro estratégico não apenas permite a sobrevivência e estabilidade financeira, mas também cria oportunidades para o crescimento e a inovação.

É importante buscar o apoio de profissionais especializados em finanças e contar com ferramentas tecnológicas modernas para garantir a precisão e eficiência na gestão financeira da organização.

As estratégias servem para garantir que a companhia esteja preparada para enfrentar desafios, mantendo-se competitiva e sustentável ao longo do tempo e oferecendo também segurança e estabilidade às organizações. Além disso, um planejamento a longo prazo ajuda a evitar decisões reativas e permite que a organização se adapte às mudanças do ambiente de negócios da forma mais eficiente.

*Sobre Alberto Vargas

Jorge Alberto Vargas é formado em Master Business Administration pela Universidade de Warwick na Inglaterra. Possui experiência em gerência de finanças, planejamento, contabilidade, compliance e no desenvolvimento de equipes de alta performance.  Já ajudou diversas  empresas de diferentes tamanhos a atingir objetivos de inovação, custos e crescimento. Antes de morar no Brasil, trabalhou em mercados do México, Colômbia, Venezuela e Peru, sempre buscando entender a necessidade das empresas e a realidade econômica de cada país.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior
iFood quer estimular denúncia de agressões e ampliar uso da Central de Apoio Psicológico e Jurídico
Chuvas no Sul: iFood ajuda entregadores, lojas e população / Foto: Rowan Freeman / Unsplash Images

iFood quer estimular denúncia de agressões e ampliar uso da Central de Apoio Psicológico e Jurídico

Seguir o passo a passo correto agiliza o atendimento dos incidentes e o

Próximo
Perspectivas para 2024: o que as empresas podem esperar com a Reforma Tributária
Perspectivas para 2024: o que as empresas podem esperar com a Reforma Tributária/ Foto: Pexels

Perspectivas para 2024: o que as empresas podem esperar com a Reforma Tributária

Advogados tributaristas destacam principais pontos da reforma para que as

Veja também