Quinzena do Seguro

Magali Bim é a nova CIO da Fiduc

Magali Bim, CIO da Fiduc / Foto: Divulgação
Magali Bim, CIO da Fiduc / Foto: Divulgação

Executiva fará ponte entre o comitê de investimentos e a rede de planejadores

A Fiduc, fintech de gestão de investimentos com finanças pessoais, anuncia Magali Bim como nova sócia da casa. A executiva, que tem mais de 25 anos de mercado financeiro, assume a área de gestão como Chief Investment Officer (CIO) e será a principal interface entre o Comitê de Investimentos e a rede de planejadores.

Atualmente, a Fiduc opera com cinco tipos de fundos de fundos: Renda Fixa, Multimercados, Ações, Internacional e Previdência. Desde 2021, conta com o reforço da gestora de Gustavo Franco (ex-Banco Central) na seleção de ativos que incorporam os chamados Superfundos da fintech. A chegada de Magali busca sintetizar a curadoria conjunta das empresas.

“Nosso objetivo é criar uma dinâmica de trabalho em que as informações e visões da Fiduc e de seu cogestor — que continua sendo a Rio Bravo — sejam passadas de maneira fácil e acessível aos planejadores da rede, que são nossa principal ponte com os investidores”, diz Pedro Guimarães, CEO da Fiduc.

Magali é graduada em Economia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC) e pós-graduada em Finanças pela Universidade de São Paulo (USP). Atuou por mais de duas décadas em bancos locais e internacionais, além de gestoras de recursos e family offices. Foi responsável pela gestão dos fundos de renda variável da Plural Gestão de 2018 a 2021. Entre 2011 e 2018, atuou como portfolio manager e analista da Gávea Investimentos e do J.P Morgan Asset Management, onde era membro do time de Mercados Emergentes e Ásia Pacífico. Anteriormente, foi cofundadora e sócia da ÁguasClaras Investimentos, que foi adquirida pela Gávea em 2011 e trabalhou no family office de Joseph Safra.

A nova executiva chega sob o contexto de expansão da Fiduc, que tem o foco em alcançar o primeiro bilhão sob gestão até o final de 2023.

“A base da gestão profissional é a diversificação e o alinhamento de interesses, fatores que nos levam a resultados melhores no longo prazo. Isso só é possível em um modelo que respeite os objetivos e metas de vida do investidor, o que a Fiduc faz com extrema excelência com os mais de 300 planejadores da rede. Vamos ampliar o número de profissionais ao longo do ano e fomentar a cultura da gestão fiduciária”, destaca Magali.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Prev
Decisão do STJ valida rescisão unilateral de plano de saúde
Decisão do STJ valida rescisão unilateral de plano de saúde / Foto: Rodnae Productions / Pexels

Decisão do STJ valida rescisão unilateral de plano de saúde

Presidente da ANAB alerta que decisão coloca em risco ainda maior

Next
Seguros Unimed lança campanha publicitária que reforça seu portfólio para além da saúde
Renata Ucha, Superintendente de Marketing da Seguros Unimed / Foto: Divulgação

Seguros Unimed lança campanha publicitária que reforça seu portfólio para além da saúde

Estratégia always on ocorre em mais de 11 cidades das cinco regiões do Brasil e

You May Also Like