Outubro Rosa: Como o apoio afetivo é peça chave na prevenção e tratamento do câncer de mama

Outubro Rosa: Como o apoio afetivo é peça chave na prevenção e tratamento do câncer de mama / Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

Confira artigo de Mara Lemes Martins é PhD, Psicóloga e VP da BNI Brasil – Business Network International

Mara Lemes Martins, PhD, Psicóloga e VP da BNI Brasil - Business Network International / Foto: Divulgação
Mara Lemes Martins, PhD, Psicóloga e VP da BNI Brasil – Business Network International / Foto: Divulgação

Um movimento iniciado na década de 1980 e de alcance internacional, o Outubro Rosa visa conscientizar a população para o diagnóstico precoce do câncer de mama, doença que atinge predominantemente as mulheres. Entretanto, ela também pode atingir o sexo masculino, já que homens também possuem glândulas mamárias e hormônios femininos, ainda que em baixa quantidade. Contudo, além de serem maioria no diagnóstico da doença, as mulheres também são as que mais sofrem socialmente as implicações do câncer mamário.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Mastologia, estima-se que 70% das pacientes diagnosticadas com câncer de mama enfrentam a dolorosa realidade da rejeição de seus parceiros nesse momento. Essa estatística alarmante não apenas revela a necessidade de conscientização sobre a importância da prevenção, mas também destaca a necessidade urgente de apoio emocional e afetivo durante o processo de tratamento e recuperação.

A conscientização sobre o tema precisa ir além da prevenção

Considero o ambiente corporativo importante para realizar campanhas de conscientização, isso porque, nesses espaços, homens e mulheres se encontrarão com um período destinado a ouvir e absorver informações sobre a prevenção ao câncer de mama. Também vale lembrar que, na maioria das vezes, esses colaboradores estarão desacompanhados de seus cônjuges, elevando a relevância de trazer tópicos sobre o amparo emocional das mulheres diagnosticadas.

Portanto, é fundamental que a sociedade, na sua totalidade, promova a conscientização não apenas sobre a importância da prevenção do câncer de mama, mas também sobre a necessidade de oferecer apoio emocional às pacientes. Aqui estão algumas maneiras de fazer uma campanha de Outubro Rosa assertiva dentro da sua empresa:

  1. Conscientização visual: É fundamental educar as pessoas sobre o câncer de mama, evidenciando seus fatores de risco, e demonstrando como realizar o autoexame. Quanto mais informação estiver disponível, menor será o estigma associado à doença.
  2. Apoio profissional: Cabe a essas campanhas reforçar a importância de profissionais de saúde, como psicólogos e assistentes sociais, e como essas pessoas desempenham um papel crucial na orientação e no apoio emocional das pacientes e de seus cônjuges.
  3. Comunicação aberta: É importante encorajar as mulheres diagnosticadas com câncer de mama a conversar abertamente com seus parceiros sobre a doença. Assim como assegurar que elas podem trazer o debate para dentro da empresa e dividir os pormenores com seus colegas de trabalho e líderes.
  4. Grupos de apoio: Participar de grupos de apoio com outras mulheres que enfrentam a mesma situação pode ser reconfortante e edificante, portanto, é muito válido trazer informações sobre grupos de apoio regionais, ou até mesmo online, por exemplo.

Fazer com que as campanhas dentro da sua empresa sejam verdadeiramente assertivas é, acima de tudo, salvar vidas. A conscientização e a compreensão são as chaves para criar um ambiente de apoio que permita às mulheres enfrentar o câncer de mama com a determinação e a esperança necessárias para vencer essa batalha.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior
Livros de educação financeira que você deveria ler
Livros de educação financeira que você deveria ler / Foto: Towfiqu Barbhuiya / Unsplash Images

Livros de educação financeira que você deveria ler

Próximo
CEO da Zoox Smart Data, Rafael de Albuquerque compartilha insights sobre segurança de dados
Rafael de Albuquerque, CEO da Zoox / Foto: Divulgação

CEO da Zoox Smart Data, Rafael de Albuquerque compartilha insights sobre segurança de dados

Especialista ressalta que não se trata apenas de seguir leis, mas de respeitar e

Veja também