Seguro empresarial deve crescer seis vezes o PIB em 2023

Jarbas Medeiros, presidente da comissão de riscos patrimoniais massificados da FenSeg/ Foto: Divulgação
Jarbas Medeiros, presidente da comissão de riscos patrimoniais massificados da FenSeg/ Foto: Divulgação

As indenizações pagas de janeiro a outubro ficaram em R$ 1,327 bilhão. Segundo FenSeg, no Brasil apenas 20% das empresas contratam esta apólice

O seguro empresarial obteve um dos melhores desempenhos dentro do segmento de danos e responsabilidades em 2023. Segundo dados da Susep (Superintendência de Seguros Privados), de janeiro a outubro, a arrecadação foi de R$ 3,2 bilhões, crescimento de 19,6% na comparação com o mesmo período do ano passado. Em indenizações pagas aos empresários, o total pago nos dez primeiros meses do ano ficou em R$ 1,327 bilhão.

“Considerando que a projeção de crescimento para o PIB no ano seja de 3%, o mercado do seguro empresarial deve crescer seis vezes o PIB, o que mostra que os empresários estão buscando cada vez mais esta proteção para as suas empresas”, afirma Jarbas Medeiros, presidente da comissão de riscos patrimoniais massificados da FenSeg.

O seguro empresarial garante a sustentabilidade do negócio ao oferecer coberturas a eventos como incêndio ou explosão, vendaval, danos elétricos, roubo, responsabilidade civil e lucros cessantes. Esta última cobertura foi pensada para impedir a falência do negócio. Se a empresa fica sem operar devido a um incêndio, por exemplo, o lucro que ela deixa de obter por conta do sinistro, será coberto durante o período de reconstrução do imóvel.

Para 2024, Medeiros vê razões para o mercado seguir otimista, apostando na manutenção do crescimento de dois dígitos. Isso porque, na sua avaliação, os empresários estão mais conscientes da importância de incluir o seguro nos seus planejamentos, com maior percepção do risco representado pela intensificação dos eventos climáticos e pela projeção de crescimento do PIB em cerca de 2%.

No Brasil, segundo a FenSeg, apenas 20% das empresas têm apólice de seguro empresarial. Para Medeiros, a participação poderia ser maior se o seu custo-benefício fosse mais conhecido. Com um preço médio anual em torno de R$ 2,5 mil, proteger o negócio é relativamente barato, com parcelas mensais de R$ 200.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior
Riscos Globais de 2024: desinformação está no topo dos riscos globais em 2024 e ameaças ambientais se intensificam
Riscos Globais de 2024: desinformação está no topo dos riscos globais em 2024 e ameaças ambientais se intensificam/ Foto: Unsplash

Riscos Globais de 2024: desinformação está no topo dos riscos globais em 2024 e ameaças ambientais se intensificam

Informações falsas e desinformações são os maiores riscos no curto prazo,

Próximo
CAPEMISA adere ao Pacto de Promoção da Equidade Racial
CAPEMISA adere ao Pacto de Promoção da Equidade Racial/ Foto: Divulgação

CAPEMISA adere ao Pacto de Promoção da Equidade Racial

Empresa torna-se signatária da organização na promoção de ações ASG

Veja também