Seguro para celular é até 40% mais barato do que reparo em assistência técnica

Roubos de smartphones representam 60% dos registros de ocorrência no carnaval / Foto: George Dolgikh / Pexels
Foto: George Dolgikh / Pexels

Levantamento comparou preços de reparos de tela em assistências técnicas autorizadas com planos de proteção

Um estudo recente da Pitzi revelou que os planos de seguro para celulares podem oferecer economias significativas aos consumidores, chegando a ser quase 40% mais baratos do que os custos de reparo em assistência técnica autorizada. O estudo analisou aparelhos populares como Motorola, Samsung e iPhone, todos com capacidade de 128 Gb.

Para os usuários do Moto G22, por exemplo, o custo médio de um reparo de tela em uma assistência autorizada Motorola é de aproximadamente R$ 599. No entanto, com um plano de seguro, esse valor cai para R$ 370,74, representando uma economia de 38.11%. Similarmente, proprietários do Samsung Galaxy A22 5G podem economizar 18,62%, com o custo do seguro sendo R$ 359,70, comparado aos R$ 442 cobrados por reparos sem proteção.

A diferença é ainda mais significativa no caso do iPhone 11. Usuários sem seguro pagam cerca de R$ 1.470 por troca de tela em assistências técnicas, enquanto aqueles com o plano de proteção da Pitzi desembolsam R$ 1.101,70, economizando 24%.

Além disso, o seguro oferece uma economia de 50% em casos de furto ou roubo. Por exemplo, o plano total para o Moto G22 custa R$ 685,50, muito menos que o valor de lançamento do aparelho, que é de R$ 1.399. O mesmo se aplica ao Galaxy A22 5G e ao iPhone 11, com os seguros custando R$ 599,50 e R$ 1.861,50, respectivamente, frente aos preços de lançamento de R$ 1.199 e R$ 3.799.

Tatiany Martins, Diretora Comercial da Pitzi, junto a especialistas do setor de telecom e usuários de seguros para celulares, destacam a importância desses planos como uma escolha econômica e segura.

Fundada em 2012, a Pitzi tem mostrado um crescimento robusto ano após ano, com aumentos significativos no faturamento – 18% em 2020, 70% em 2021 e 44% em 2022. Seus principais diferenciais são a cobertura completa para celulares, tanto para clientes quanto para parceiros, e uma plataforma digital que facilita o aumento do faturamento para varejistas e revendedores. Entre seus clientes principais estão o Grupo Mateus, Schumann, Motorola, MercadoLivre e Amazon.

Com mais de 100 funcionários e um aporte significativo em 2019, incluindo um investimento de R$ 60 milhões liderado pelo fundo americano QED Investors, a Pitzi se destaca no mercado de seguros para smartphones, oferecendo soluções que vão além do tradicional, impactando positivamente na vida financeira dos consumidores.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior
Seguro de empresa brasileira é selecionado como uma das 20 melhores inovações em cibersegurança no mundo
Escalabilidade com menor custo: GFT lança o Cybercheck, a solução mais robusta de cibersegurança do mercado / Foto: Freepik

Seguro de empresa brasileira é selecionado como uma das 20 melhores inovações em cibersegurança no mundo

Companhia investida pela GP Investimentos aparece como a única seguradora

Próximo
O que fazer com o dinheiro das parcelas do 13º salário
Genial lança campanha de cashback em Previdência / Foto: Rawpixel / Freepik

O que fazer com o dinheiro das parcelas do 13º salário

Planejador financeiro do C6 Bank explica quais as melhores opções de

Veja também