Soluções da B3 para negociação de grandes lotes de ativos entram em operação

Foto: Divulgação/ B3
Foto: Divulgação/ B3

A partir desta segunda-feira (27/11), clientes da bolsa do Brasil podem
usar novas plataformas para operar altos volumes de ações

A partir desta segunda-feira (27/11), o mercado já pode utilizar as três soluções disponibilizadas pela B3 para a negociação de grandes lotes de ativos. Esse lançamento, anunciado no final de outubro, busca atender às necessidades dos participantes, oferecendo soluções eficientes para operações de grandes volumes.

A negociação de grandes blocos refere-se à compra ou venda de uma quantidade significativa de ativos. Essas transações envolvem volumes maiores do que as negociações regulares no mercado, e geralmente são realizadas por investidores institucionais, como fundos de pensão, gestoras de ativos e grandes investidores. Negociar grandes blocos em plataformas apartadas do livro central busca tornar a execução mais eficiente, otimizando o preço dos negócios e minimizando seu impacto no mercado.

As três plataformas da B3 são voltadas a todos os participantes que queiram negociar grandes volumes de ativos em ambiente de bolsa.

“As soluções disponíveis a partir de hoje têm o potencial de aprimorar a qualidade das negociações de grandes volumes. Elas expandem as oportunidades de encontrar contrapartes e estabelecer preços de forma mais eficaz. Além disso, estão integradas à infraestrutura centralizada que já é utilizada por todo o mercado”, afirma Marcos Skistymas, diretor de Produtos Listados da B3.

Entenda como funcionam as soluções de grandes blocos da B3

A primeira solução é a oferta Midpoint Order Book. Nesse modelo, os investidores podem negociar no preço médio entre a melhor oferta de compra e a melhor oferta de venda do livro central, trazendo o benefício de melhora no preço de execução em operações de grandes lotes.

A segunda é o Book of Block Trade (BBT), que traz a possibilidade de ágio ou deságio no preço de execução das operações em relação ao preço negociado no livro central de ofertas. Negociar com preços diferenciados é uma prática comum neste tipo de operação, por se tratar de grandes volumes, e esta ferramenta permite que isso seja feito de forma controlada, respeitando túneis de negociação definidos pela B3, tendo como referência o preço do último negócio praticado no livro central.

A terceira alternativa é o Request for Quote (RFQ), que possibilita aos investidores pedir ao mercado cotações de preço para compra ou venda de um ativo específico. Essas cotações podem ser respondidas por outros investidores em um prazo determinado. Esta abordagem visa aprimorar o processo de formação de preços em negociações envolvendo grandes volumes, especialmente em transações com restrições de tempo e ativos de menor liquidez. No RFQ, também é possível praticar preços com ágio ou deságio em relação ao livro central, porém sempre respeitando túneis pré-definidos pela B3.

Para utilizar essas alternativas de negociação, os investidores precisam usar novos códigos de negociação e realizar operações em quantidades múltiplas do tamanho mínimo estabelecido pela CVM para grandes lotes.

Em todas as três opções, as ofertas não serão divulgadas antecipadamente. No entanto, todos os negócios contarão com total transparência pós-negociação, com a segurança e garantia da Clearing B3, proporcionando um ambiente confiável para o mercado.

Para mais informações, acesse o site da B3.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior
Liberty Seguros promove ações internas para fortalecer cultura inclusiva no Mês da Consciência Negra
Liberty Seguros promove ações internas para fortalecer cultura inclusiva no Mês da Consciência Negra / Foto: Divulgação

Liberty Seguros promove ações internas para fortalecer cultura inclusiva no Mês da Consciência Negra

Seguradora organizou conversas e palestras para engajar colaboradores e fomentar

Próximo
Carteira de investimentos da Prevcom rendeu 0,29% em outubro
Carteira de investimentos da Prevcom rendeu 0,29% em outubro/ Foto: Unsplash

Carteira de investimentos da Prevcom rendeu 0,29% em outubro

Entidade fechou o período com patrimônio acumulado de R$ 3,04 bilhões

Veja também