Tendências para o mercado financeiro em 2024: entenda o Real Digital, as aplicações de IA e o Pix Automático

Tendências para o mercado financeiro em 2024: entenda o Real Digital, as aplicações de IA e o Pix Automático/ Foto: Freepik
Foto: Freepik

Tecnologias que permitem transações financeiras rápidas impactam diretamente as finanças e prometem destaque ano que vem

Faltando pouco para o início de 2024, já é possível identificar algumas inovações, especialmente no âmbito do mercado financeiro, que terão destaque no ano subsequente. As tendências apontam para mudanças significativas impulsionadas pela digitalização e pela adoção massiva de tecnologias emergentes.

Ficar atento às ferramentas em destaque permite agilizar as tomadas de decisão, otimizar as operações e antecipar-se às novidades, sustentando a competitividade do segmento. Conheça as principais e suas aplicações no dia a dia do setor financeiro:

Inteligência Artificial

A Inteligência Artificial (IA) marca presença no setor financeiro desde a década de 1980, mas deverá ganhar mais destaque em 2024. Sistemas autônomos e inteligentes estão sendo empregados para aprimorar a experiência do investidor e prever tendências de mercado, oferecendo atendimento mais eficiente e recomendações personalizadas. Além disso, a capacidade da IA de analisar padrões de transações, biometria e contratos inteligentes ainda contribui significativamente para a segurança do sistema.

“A IA já é uma velha conhecida, mas o Machine Learning e o processamento de linguagem natural a fizeram fincar os pés no setor. Um de seus principais benefícios é que, por meio da análise aprofundada das informações e da personalização, se torna mais fácil satisfazer o cliente e aumentar sua retenção no mercado financeiro. Ela também nos permite vislumbrar uma diminuição no número de fraudes, já que a tecnologia está ficando mais apta a identificar essas infrações”, explica Victor Tavares, Founder & CTO, da Aarin, hub tech-fin especializado em Pix e embedded finance.

Metaverso

Ao que tudo indica, outra tecnologia que ganhará destaque é o metaverso, uma evolução das realidades virtuais que promete redefinir as interações comerciais. No próximo ano, espera-se uma expansão significativa dessa tecnologia, possibilitando transações financeiras baseadas em ativos digitais, como NFTs (tokens não fungíveis). Além disso, moedas digitais, como Decentreland (MANA) e Enjin Coin (ENJ), já estão integradas ao Metaverso, o que indica um novo paradigma para investimentos e experiências financeiras online.

O Real Digital (Drex)

O mercado financeiro brasileiro entrará em uma nova era com a implementação do Real Digital (Drex), uma Central Bank Digital Currency (CBDC). A sigla se refere a uma versão digital da moeda de cada país, sendo o Drex a moeda brasileira. China e Estados Unidos já adotam essa tecnologia, e a expectativa é que o Brasil se agregue a essa lista em breve. Diferente do dinheiro convencional, ela exige uma carteira digital para ser utilizada.

“O Drex proporcionará maior inclusão financeira, redução de custos em transações e eficiência nos pagamentos, integrando-se à tecnologia blockchain para garantir segurança. Além disso, é um método muito mais sustentável que o dinheiro de papel”, diz Ticiana Amorim, co-fundadora e CEO da Aarin.

Tecnologia 5G

A expansão do 5G terá um impacto expressivo no mercado financeiro. A velocidade e a eficiência dessa nova geração de redes móveis possibilita a agilidade na liberação de crédito, a segurança nas transações e uma experiência do cliente aprimorada.

Pix Automático

Outro avanço importante é o Pix Automático, uma extensão do popular sistema de pagamento instantâneo Pix. Previsto para outubro de 2024, ele permitirá pagamentos automáticos de contas recorrentes, como luz e água, trazendo conveniência para consumidores e eficiência para as empresas.

Ticiana Amorim especialista explica que a tecnologia é similar ao conhecido débito automático, em que o usuário permitirá que os consumidores autorizem de modo prévio os pagamentos de débitos periódicos em suas respectivas contas bancárias. “É interessante para empresas e consumidores, onde há facilidade no pagamento e possibilidade da diminuição de inadimplência”, conclui.

Sobre a Aarin

A Aarin é o primeiro hub tech-fin especializado em Pix e Embedded Finance no Brasil. Atualmente faz parte do grupo Bradesco e fornece serviços com enfoque financeiro incluso na experiência do usuário, possibilitando que qualquer empresa possa prestar serviços financeiros para sua base de clientes. Através do Smart Core, os negócios podem ofertar seus próprios serviços financeiros sem que precisem ser um banco. Nascida em Salvador (BA), a Aarin passou por M & A multimilionário com o grupo Bradesco em agosto de 2022.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior
Aprovação da Reforma Tributária: conheça as principais alterações na legislação
Renata Melloni - Diretora de Operações na b2finance/ Foto: Divulgação

Aprovação da Reforma Tributária: conheça as principais alterações na legislação

Confira esse artigo de Renata Melloni, Diretora de Operações na b2finance

Próximo
Glossário de seguros: desvendando termos em planos de proteção para celular
Marco Garutti, CIO da Pitzi / Foto: Divulgação

Glossário de seguros: desvendando termos em planos de proteção para celular

Confira artigo de Marco Garutti, CIO da Pitzi

Veja também