Talentos de Futuro, do Instituto Algar, capacita ONGs de Fortaleza, Recife e Salvador voltadas a jovens em situação de vulnerabilidade

Talentos de Futuro, do Instituto Algar, capacita ONGs de Fortaleza, Recife e Salvador voltadas a jovens em situação de vulnerabilidade/ Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Programa, que tem o apoio do Instituto Phi, visa à formação dos educadores sociais das OSCs para replicar metodologia em suas instituições

É cada vez maior o número de jovens que não estudam, não trabalham e não estão preparados para a vida adulta. De acordo com a Síntese de Indicadores Sociais, pesquisa lançada pelo Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE), o número de jovens nessas condições foi de 10,9 milhões, em 2022, o que corresponde a 22,3% das pessoas entre 15 e 29 anos de idade. Apenas no Nordeste, 75,5% desses jovens estavam na pobreza e 22,5% na extrema pobreza.

Pensando em contribuir com o desenvolvimento de jovens dessa região, foram abertas as inscrições para a seleção de organizações sociais do programa social de educação `Talentos de Futuro 2024´, iniciativa do Instituto Algar e apoio do Instituto Phi. O objetivo é contribuir com o desenvolvimento de habilidades e competências comportamentais e técnicas de jovens entre 15 e 17 anos, em situação de vulnerabilidade social, a fim de colaborar com a formação, o ingresso e a permanência no mercado de trabalho formal.

Serão selecionadas 10 organizações da sociedade civil (OSCs) de Fortaleza, Salvador e Recife – cidades em que há atuação das empresas do grupo Algar. As instituições devem atuar ou desejar atuar com a formação e capacitação de jovens provenientes de escolas públicas, com renda familiar de até 1,5 salários-mínimos per capita e que nunca tiveram um trabalho formal. Elas serão acompanhadas pela equipe do Instituto Algar para a execução do programa.

“O programa forma e acompanha os educadores sociais das organizações selecionadas para que elas possam replicar os conteúdos e a metodologia com os jovens atendidos por elas. As instituições precisam oferecer infraestrutura adequada, incluindo uma sala preparada para as dinâmicas e outra equipada com computadores, para as atividades previstas. O objetivo é que as instituições possam prepará-los, não apenas para quando surgir uma oportunidade no mercado de trabalho, mas também para a vida”, explica Carolina Toffoli Rodrigues, gerente do Instituto Algar.

A formação inicial para os integrantes das ONGs deverá ocorrer nos meses de fevereiro e março, ao longo de 16 horas de encontros que incluem atividades práticas e reflexivas, além de estudos autônomos, contemplando competências comportamentais e técnicas.

“Temos a maior geração de jovens da história do Brasil. Mas a população jovem está mais exposta a uma série de vulnerabilidades sociais, como a violência e o desemprego maior que o dobro da média nacional. Para termos potencial de prosperidade para todos, precisamos apoiar agora o pleno desenvolvimento de jovens em seus territórios. Essa é uma janela de oportunidades importante, e também urgente”, ressalta a diretora do Instituto Phi, Luiza Serpa.

As inscrições vão até o dia 02/02/2024 e podem ser feitas por meio do link  https://forms.office.com/pages/responsepage.aspx?id=H0en4d3gx0agHEgAe9PPoCUhlbGR5olEn_7UQRW1CuZUODhSN1pUM0FNVktUOElCRFBSU1VYQjJBSC4u.

Talentos de Futuro, do Instituto Algar, capacita ONGs de Fortaleza, Recife e Salvador voltadas a jovens em situação de vulnerabilidade/ Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior
Como o seguro educacional atua no planejamento familiar?
Bernardo Castello, diretor da Bradesco Vida e Previdência / Foto: Divulgação

Como o seguro educacional atua no planejamento familiar?

Produto assegura o pagamento de mensalidades escolares diante de imprevistos,

Próximo
Remessa Online traz análise sobre os principais eventos econômicos da semana
André Galhardo, consultor econômico da Remessa Online/ Foto: Divulgação

Remessa Online traz análise sobre os principais eventos econômicos da semana

Confira os comentários de André Galhardo, consultor econômico da Remessa Online

Veja também